No Dia Internacional da Mulher diversas empresas estão utilizando a hashtag “IWD2023” (International Women’s Day) em comemoração à data. Mas será que essas companhias aplicam a igualdade de gênero na remuneração dos funcionários e funcionárias? A conta do Twitter Bot Gender Pay Gap mostra que não.

O bot do Twitter responde automaticamente publicações de empresas do Reino Unido que usam a hashtag ou palavras-chave relacionadas, mostrando a média salarial entre os funcionários do gênero masculino e feminino.

Leia mais:

(Imagem: Reprodução/ Twitter)

A ferramenta foi criada pela jornalista Francesca Lawson e seu companheiro Ali Fensome. Em publicação no site britânico Metro, Lawson explica que a tecnologia conta com os dados de disparidade salarial entre gêneros do governo do Reino Unido. Ela explica:

publicidade

Desde 2017, as empresas com mais de 250 funcionários são obrigadas a relatar suas disparidades salariais entre homens e mulheres todos os anos […] Quando uma empresa listada no serviço de disparidade salarial entre gêneros do governo twitta sobre o Dia Internacional da Mulher, o bot responde automaticamente com seus dados de diferença salarial por hora média.

Publicações frequentes

Desde o início do dia, centenas de publicações foram realizadas pelo bot, mostrando a disparidade salarial de gêneros nas empresas. A conta @PayGapApp tem mais de 239 mil seguidores no Twitter.

“Nesta organização, o salário médio por hora das mulheres é 17,2% menor do que o dos homens”, mostrou um dos posts.

“Nesta organização, o salário médio por hora das mulheres é 25,7% menor do que o dos homens. A diferença salarial é 5,1 pontos percentuais menor do que no ano anterior”, exemplificou o bot.

“Nesta organização, o salário médio por hora das mulheres é 27,8% menor do que o dos homens. A disparidade salarial é 2,3 pontos percentuais maior do que no ano anterior”, afirmou o Gender Pay Gap Bot.

Raros casos em que mulheres ganham mais que homens

Nem todos os tuítes expõem casos negativos na remuneração para o gênero feminino. Em uma rara exceção à regra, o bot apresentou uma média de pagamento 10,2% maior para mulheres em relação aos homens.

“Nesta organização, o salário médio por hora das mulheres é 10,2% maior do que o dos homens. A disparidade salarial é 2 pontos percentuais maior do que no ano anterior.”

Conforme mostram os dados oficiais do governo do Reino Unido, o salário médio das mulheres foi 77% inferior ao dos homens entre 2020 e 2021. Para a jornalista, isso mostra que “a promessa das empresas de suporte no Dia Internacional da Mulher é raramente apoiada por ações”.

Além de revelar a disparidade salarial, a criação do bot foi motivada pela frustração de Francesca Lawson em ver o Dia Internacional da Mulher ser utilizado como uma oportunidade de marketing pelas empresas.

Esses tipos de mensagens perdem o objetivo do Dia Internacional da Mulher para mim. Sim, é uma chance de reconhecer nossas conquistas até aqui, mas também é uma oportunidade de refletir sobre o que ainda precisa ser feito.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!