A Accenture, empresa de consultoria de gestão, tecnologia da informação e terceirização, vai cortar 19 mil empregos (2,5% da sua força de trabalho). Mais da metade desse corte será em funções corporativas não faturáveis, informou a empresa nesta quinta-feira (23).

O corte vem após a empresa reduzir suas previsões anuais de receita e lucro. Este é o sinal mais recente de que a piora das perspectivas econômicas globais vem minando gastos corporativos em serviços de TI (Tecnologia da Informação).

publicidade

Leia mais:

Demissões em massa

Quatro pessoas carregando caixas no meio da rua
Com inflação alta e aumento das taxas de juros, demanda caiu no setor de tecnologia, o que levou à onda de demissões (Imagem: Freepik)

Setor de tecnologia demitiu centenas de milhares de funcionários desde o final de 2022. A onda de demissões acontece devido a uma queda na demanda, causada, por sua vez, pela alta inflação e aumento das taxas de juros.

publicidade

Em fevereiro, a rival Cognizant Technology Solutions (CTSH.O) “silenciou” seu crescimento, ou acordos em andamento nas empresas de serviços de TI, em 2022 e previu receita trimestral abaixo das expectativas.

Além dessas, IBM Corp (IBM.N) e Tata Consultancy Services (TCS.NS), principal empresa de serviços de TI da Índia, demonstraram fraqueza na Europa. Por lá, a guerra na Ucrânia afetou os gastos dos clientes.

publicidade

Projeções da Accenture

Fachada do prédio da Accenture
Projeção atual de crescimento da Accenture ficou aquém da anterior (Imagem: Reprodução/Startupi)

A Accenture espera que o crescimento anual da sua receita fique entre 8% e 10%, em comparação com sua projeção anterior, de aumento de 8% a 11%.

O lucro por ação é esperado na faixa de US$ 10,84 (R$ 57,13, pela cotação atual) a US$ 11,06 (R$ 58,29), em comparação com US$ 11,20 (R$ 59,02) a US$ 11,52 (R$ 60,71) anteriormente. A empresa espera incorrer em US$ 1,2 bilhão (R$ 6,3 bilhões) em custos de rescisão até os anos fiscais de 2023 e 2024.

publicidade

Neste contexto econômico turbulento, no qual empresas tentam se tornar mais enxutas, a presidente-executiva Julie Sweet disse que “corporações continuam focadas em executar transformações compactadas”. A fala rolou numa teleconferência pós-lançamento.

Mais de mil tomadores de decisão de TI, ouvidos numa pesquisa da Enterprise Technology Research, disseram planejar reduzir o crescimento do orçamento de 2023. As expectativas de crescimento agora são de 3,4%, abaixo do aumento de 5,6% obtido em outubro de 2022.

Com informações da Reuters

Imagem de destaque: Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!