Um eclipse solar ocorre quando a Lua desliza entre a Terra e o Sol lançando uma sombra no planeta e bloqueando total ou parcialmente a luz solar. Além dos três tipos mais conhecidos (parcial, anular e total), existe também um quarto padrão, extremamente raro, denominado híbrido. Entenda o que é esse fenômeno aqui.

Conforme noticiado pelo Olhar Digital, na madrugada desta quinta-feira (20), algumas partes do planeta puderam testemunhar um eclipse solar híbrido, enquanto outras foram agraciadas com um parcial.

Acontecem entre dois e cinco eclipses solares a cada ano. Durante todo o século 21, apenas 3,1% (7 de 224) dos eclipses foram híbridos. 

Antes do episódio ocorrido nessa madrugada, o eclipse híbrido mais recente aconteceu em 3 de novembro de 2013, sendo visível como um eclipse total na África Central, incluindo o norte do Quênia, Uganda e República Democrática do Congo. 

publicidade

Leia mais:

O eclipse solar híbrido desta quarta foi visível somente no Pacífico Sul. Ele fez a transição de anular para total – e o movimento inverso – em apenas dois locais muito remotos no mar. Já na Península de Exmouth (Austrália Ocidental), na Indonésia, no Timor-Leste e em Papua Ocidental, ele foi visto como um eclipse total.

Reunimos, abaixo, algumas imagens incríveis obtidas por observadores posicionados nesses lugares e compartilhadas nas redes sociais.