Diogo Tupinambá, produtor musical (e rockeiro) criou uma dupla sertaneja fictícia que acabou fazendo sucesso com uma música sobre o ChatGPT. Depois de explodir no TikTok, com o refrão: “ChatGPT, faz um recadinho pra ela voltar pra mim. Escreve dizendo que eu ainda tô a fim e que o nosso amor ainda não pode acabar”, a música “Bate-papo GPT” foi parar no streaming.

Para o nome da dupla, ele pediu ao chatbot: ChatGPT, me dê 10 nomes de duplas sertanejas que não existem. Surgiu então, João Miguel e Pedro Henrique, pelas vozes de Diogo e do parceiro Mano Gorre.

publicidade

Leia também:

O produtor musical também usou inteligência artificial para criar a imagem da dupla e a capa do álbum. Confira abaixo o post feito por Diogo no TikTok sobre a criação:

publicidade
@dtupi

Pra quem ainda não viu, versão short. Isso é João Miguel e Pedro Henrique! Ouça agora mesmo na sua plataforma! #chatgpt #sertanejo #fy

♬ original sound – Diogo Tupinambá

ChatGPT mandou mal na letra sertaneja

Vale destacar que a letra da música não foi criada pelo ChaGPT. Diogo até tentou, mas não gostou do resultado e acabou escrevendo ele mesmo, junto com a namorada. Confira o sucesso “Bate-papo GPT” na íntegra:

Novas músicas já estão nos planos da dupla sertaneja “que não existe”. Não é difícil que elas tenham como tema a tecnologia, como WhatsApp, áudio, notificação, Waze, Uber e assim por diante. E sobre “Bate-papo GPT”, o produtor musical disse que ela está à disposição para, de repente, uma dupla sertaneja (que existe) regravar.

publicidade

Uma ideia dada por Diogo foi a de mandar a música para alguém que gosta de sertanejo, sem falar nada. E depois, perguntar o que essa pessoa achou da nova dupla João Miguel e Pedro Henrique.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

publicidade

Com informações do G1