Após a fusão da Microsoft com a Activision ser aprovada na União Europeia, um revés está por vir nos EUA. Isso porque a FTC (Federal Trade Comission) – equivalente ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) no Brasil – vai bloquear o acordo para a compra da Activision por parte da empresa de Bill Gates.

Para quem tem pressa:

  • A FTC – equivalente ao Cade no Brasil – vai bloquear o acordo para a compra da Activision pela Microsoft;
  • O órgão regulador pedirá uma liminar para bloquear o acordo;
  • Com essa liminar, a FTC pode levar problemas para a empresa de Bill Gates, que teria que retornar para a “mesa de negociação”;
  • Brad Smith, presidente da Microsoft, comunicou que a empresa está disposta a apresentar o caso numa corte federal.

A informação vem de uma “fonte familiarizada com o julgamento” – provavelmente alguém da própria FTC – ouvida pela agência de notícias Reuters. De acordo com esta fonte, o órgão regulador pedirá uma liminar para bloquear a compra.

Leia mais:

Isso significa que a Comissão ainda não finalizará o seu julgamento sobre a aprovação ou não do acordo – aprovado na União Europeia e rejeitado no Reino Unido.

publicidade

Microsoft, Activision…e bloqueio

Pessoa segurando celular com imagem da logomarca da Activision na tela e, ao fundo, logomarca do Windows, da Microsoft
(Imagem: Sergei Elagin/Shutterstock)

A mesma fonte disse à agência de notícias que a FTC deve entrar com o mandado bloqueando a compra em breve. E o processo pode ser aberto no distrito do Norte da Califórnia.

Com isso, a Comissão teria mais tempo para publicar o resultado da sua investigação sobre a aquisição. Isso porque a FTC terá que divulgar o resultado em 2 de agosto.

Um atraso no parecer do órgão antitruste dos EUA seria infeliz para a Microsoft. O prazo para a finalização do acordo é 18 de julho. Com essa liminar, a FTC pode estender essa data e levar problemas para a empresa, que teria que retornar para a “mesa de negociação”.

Brad Smith, presidente da Microsoft, comunicou à Reuters que a empresa está disposta a apresentar o caso numa corte federal. Já a Activision não tinha se pronunciado sobre o caso até a publicação desta nota.

Retrospecto da ‘fusão’

Fachada de prédio da Microsoft
(Imagem: Asif Islam/Shutterstock)

Em dezembro de 2022, a FTC também pediu para a justiça federal bloquear o acordo. No pedido, o órgão informou que a Microsoft descumpriu as promessas feitas para a Comissão Europeia de liberar os jogos da Activision para a Nintendo e Sony.
A Microsoft entrou com recurso no Reino Unido

Além da FTC, a “pedra no caminho” da Microsoft é a Autoridade de Competição e Mercado do Reino Unido. O órgão britânico foi contra o acordo para a aquisição da Activision. Porém, a empresa dona do Xbox e Windows apelou da decisão e espera um novo julgamento. O recurso não tem prazo para ser julgado.

Com informações da Reuters

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!