Em breve, você poderá pagar com Pix na Argentina. Isso porque a fintech estadunidense Fiserv pretende levar o método de pagamento brasileiro para o país vizinho. A ideia é facilitar a vida dos turistas enquanto passeiam por lá.

Para quem tem pressa:

  • Uma fintech dos EUA pretende viabilizar pagar com Pix na Argentina;
  • Os pagamentos serão feitos via QR Code e a cobrança vai acontecer em real;
  • A taxa de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) aplicada à transação de câmbio e à conversão cambial já estará incluída no valor cobrado;
  • O método de pagamento deve se tornar mais comum em localidades argentinas mais visadas por brasileiros.

Leia mais:

Como o Pix na Argentina vai funcionar

Pessoa escaneando, com celular, QR Code em celular de um atendente num comércio
(Imagem: David Dvořáček/Unsplash)

Os pagamentos serão feitos via QR Code e a cobrança vai acontecer em real (moeda brasileira). Ou seja, vai dispensar a necessidade de comprar dólar ou peso argentino em casas de câmbio no país.

Aliás, a taxa de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) aplicada à transação de câmbio e à conversão cambial já estará incluída no valor cobrado, o que deve facilitar ainda mais o uso do Pix na Argentina.

publicidade

O método de pagamento só vai funcionar em estabelecimentos que aderirem aos serviços da Fiserv. Por isso, ele deve se tornar mais comum em localidades argentinas mais visadas por brasileiros.

Por ora, resta aguardar até que os comércios e provedores de serviços da região adotem o método de pagamento. Quando rolar, vai dar para começar a gastar em reais durante as viagens ao país vizinho.

Até lá, ainda será necessário carregar alguns pesos argentinos e/ou dólares nos passeios.

Com informações da Folha de S. Paulo

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!