As redes sociais revolucionaram a forma como nos comunicamos e interagimos na era moderna. Desde o seu surgimento, elas desempenham um papel fundamental na criação e no compartilhamento de informações, além de servir como plataformas para expressão pessoal e conexão com comunidades ao redor do mundo.

Segundo a pesquisa Global Digital Overview 2020, feita pelo site We Are Social em parceria com o Hootsuite, em 2020, estudos mostravam que os brasileiros passavam, em média, cerca de três horas e meia por dia nas redes sociais. Esse número era significativamente mais alto do que a média global, que era em torno de duas horas e 25 minutos por dia.

Leia mais:

Para o Dia da Mídia Social, comemorado no dia 30 de junho, a TunAd fez uma pesquisa para identificar se houve variação na pesquisa pelas redes sociais mais utilizadas atualmente no Brasil.

publicidade

De acordo com os dados de pesquisa pelo nome da rede social no Google, comparando o período de 15 de abril a 15 de junho de 2022 com 2023, o Facebook continua sendo a rede social mais pesquisada. Apesar disso, houve uma diminuição em números absolutos de cerca de 7,46 milhões de pesquisas em relação a 2022.

O TikTok foi no mesmo sentido tanto em termos absolutos quanto percentuais, com uma diminuição de aproximadamente 4,83 milhões de pesquisas — o que corresponde a cerca de 20,7% de queda, caindo uma posição no ranking de número absoluto de pesquisas.

Por outro lado, o Telegram destacou-se como a rede social que mais cresceu em termos absolutos, registrando um incremento de cerca de 176.811 pesquisas entre 2022 e 2023. Adicionalmente, esse crescimento também foi o mais significativo em termos percentuais, com um aumento de aproximadamente 5%, estabelecendo o Telegram como a rede social com a maior taxa de crescimento no período analisado.

TUNAD
Gráfico: TunAd

Podemos observar que apenas o Twitter teve ganho de posição no ranking das redes sociais mais pesquisadas, ocupando o quarto lugar, que antes era do TikTok. “Sendo assim, não houve de fato uma mudança drástica no cenário das redes sociais em 2023, mantendo-se o posicionamento deste ano muito similar em relação ao ano de 2022” explica Cesar Sponchiado, CEO da TunAd.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.