A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC) anunciou na quarta-feira (12) que irá apelar da recente decisão de um juiz federal que autorizou a compra da Activision Blizzard pela Microsoft nos EUA.  

O que aconteceu? 

  • A Microsoft venceu na terça-feira um processo movido pela FTC que pedia o bloqueio da compra da Activision pela Microsoft; 
  • A autorização abriu caminho para a gigante finalmente concluir a compra da empresa por trás de franquias famosas como Call of Duty;
  • A decisão positiva veio a tempo de seu prazo em 18 de julho; 
  • No entanto, o juiz que permitiu a fusão deixou em vigor uma medida que deu até sexta-feira (14) para a FTC apelar, caso não concordasse — o que ela fez; 
  • O acordo já foi aprovado na União Europeia, China, Brasil e outros, mas rejeitado no Reino Unido — órgão regulador do país decidiu recentemente reavaliar a aquisição e negociar um possível sinal verde. 

Leia mais! 

De acordo com a Reuters, o contra-ataque da FTC pode vir como um obstáculo pendente e colocar, novamente, o negócio em stand-by, expirando assim a data limite para a conclusão da aquisição. Depois de 18 de julho, qualquer empresa estará livre para desistir do acordo, a menos que negocie uma extensão. 

publicidade

Estamos desapontados com o fato de a FTC continuar perseguindo o que se tornou um caso comprovadamente fraco e nos oporemos a novos esforços para atrasar a capacidade de avançar. 

Brad Smith, presidente da Microsoft, em comunicado por e-mail. 

O processo da FTC sobre o recurso corre no Tribunal de Apelações do Nono Circuito da Costa Oeste. Não há detalhes sobre justificativas ou novos prazos. O regulador também não quis comentar oficialmente o caso. 

Com informações da Reuters 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!