O governo da China quer reduzir a quantidade de tempo que crianças e adolescentes podem passar em seus telefones celulares. Uma proposta apresentada pela Administração do Ciberespaço, o principal regulador de internet chinês, prevê que o uso de todos os dispositivos móveis, aplicativos e lojas de aplicativos fossem restritos a no máximo duas horas por dia, dependendo da faixa etária do usuário.

Leia mais

As regras foram apresentadas para uma discussão pública até 2 de setembro. Segundo o texto, um sistema simplesmente encerraria a conexão de dispositivos de crianças e adolescentes quando o horário permitido acabasse.

Também seria oferecido “conteúdo baseado na idade”, de acordo com reportagem da CNN. Um dos objetivos é combater o vício provocado pelos celulares nos mais jovens.

publicidade

Novos limites de tempo para uso do celular

  • A proposta prevê que crianças menores de oito anos possam usar seus telefones por apenas 40 minutos por dia, enquanto aquelas entre oito e 16 anos teriam uma hora de tempo de tela.
  • Adolescentes maiores de 16 e menores de 18 anos teriam direito a duas horas.
  • Todas as faixas etárias receberiam um lembrete para descansar após o uso do dispositivo por mais de 30 minutos.
  • Os pais poderão anular as restrições de tempo, e certos serviços educacionais e de emergência não estarão sujeitos aos limites de tempo.

Combatendo a miopia

  • O governo chinês aponta questões de saúde pública como um dos motivadores da proposta.
  • A miopia tornou-se um problema nacional na China, com alguns especialistas ligando a prevalência de miopia entre os jovens à falta de exposição à luz solar ou ao excesso de tempo de tela.
  • A China tem uma das maiores bases de usuários de internet do mundo, com cerca de 1,07 bilhão de pessoas no país de 1,4 bilhão tendo acesso à web, de acordo com o China Internet Network Information Center.
  • Cerca de um em cada cinco usuários tinha 19 anos ou menos, em dezembro do ano passado.

Outros casos de restrições na China

  • Há dois anos, os reguladores chineses proibiram os jogos online para menores de 18 anos durante a semana e limitaram o acesso a apenas três horas nos fins de semana.
  • O Douyin, a versão chinesa do TikTok, introduziu um “modo adolescente” em 2021, que limitou a 14 minutos por dia o tempo que crianças menores de 40 anos poderiam passar no aplicativo de vídeos curtos.
  • Kuaishou, outro aplicativo de vídeo popular, tem uma opção semelhante.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!