Se nossos olhos são as janelas da alma, os monitores são as janelas da alma de um PC. Sem a tela certa, jogos, filmes e vídeos ficam sem graça mesmo quando o computador é equipado com tecnologia de ponta.

De pouco adianta uma placa de vídeo de última geração ou processadores modernos se o seu monitor não faz jus a esses periféricos poderosos. Mas a grande questão, quando se trata de escolher um monitor gamer, é que não existe uma solução perfeita.

Leia também:

O que saber antes de comprar um monitor gamer?

Monitor gamer Odyssey OLED G9 (Imagem: divulgação/Samsung)
Monitor gamer Odyssey OLED G9 (Imagem: divulgação/Samsung)

Antes de tudo, é imprescindível determinar a finalidade principal do seu monitor. Para quem trabalha e joga no mesmo PC, por exemplo, priorizar a precisão das cores pode fazer muita diferença no âmbito profissional. Por outro lado, de modo geral, os gamers costumam priorizar taxas de atualização rápidas – mas se jogadores diferentes têm necessidades diferentes, como escolher o melhor monitor gamer para seu setup?

publicidade

Tamanho e resolução da tela

Um monitor maior nem sempre significa melhor resolução, pois ela varia com a densidade de pixels de cada produto – e, dependendo do tamanho da sua mesa, a decisão sobre o tamanho da tela pode até já estar tomada. O tamanho mais indicado de monitores gamers, considerando a distância ideal entre a cadeira do usuário e a mesa com a tela, costuma ser em torno de 24-32″. 

Já que uma resolução mais alta proporciona imagens mais nítidas e detalhadas, monitores gamers costumam variar entre Full HD e 4K. No entanto, gráficos melhores também significam mais esforço de processamento – o que exige bastante da máquina. 

Por esses motivos, a recomendação de muitos jogadores é um monitor de 27″ 1440p – uma resolução melhor que Full HD, mas que não exige tanto do PC quanto 4K. 

Monitor LG 45GR95QE(Imagem: divulgação/LG)
Monitor LG 45GR95QE(Imagem: divulgação/LG)

Taxa de atualização e tempo de resposta

Outro aspecto importante dos monitores de jogos é a taxa de atualização, medida em hertz (Hz), pois ela reflete quantas vezes o monitor atualizará a tela a cada segundo. Essa diferença nas taxas de atualização pode ajudar, ou atrapalhar, jogadores no que diz respeito aos seus próprios tempos de resposta.

Entretanto, assim como na resolução, se os gráficos e o processamento do PC não puderem atingir essas altas taxas de quadros, você não verá os benefícios de usar um monitor com alta taxa de atualização. Enquanto jogadores competitivos devem priorizar a velocidade, o que exige altas taxas de atualização, de 144 Hz ou mais, jogadores casuais podem se contentar com 75 Hz ou até 60 Hz – considerada a taxa mínima.

O tempo de resposta, medido em milissegundos (ms), refere-se ao tempo que cada pixel leva para mudar de uma configuração para outra. Para jogos, recomenda-se 5 ms ou mais, porque tempos de resposta rápidos minimizam o desfoque de movimento.

Formato e quantidade de monitores

Setup duplo via Amr Taha/Unsplash
Setup duplo via Amr Taha/Unsplash

Um setup com dois monitores permite que os usuários desfrutem de multitarefa enquanto jogam videogames, e é quase essencial quando há planos sérios de transmissão ao vivo. Entretanto, para os jogadores mais casuais, esse tipo de setup pode ser um pouco frívolo, ocupando mais espaço e gastando mais energia do que necessário.

Os monitores curvos, por outro lado, supostamente tornam a experiência de jogo mais imersiva, devido ao grande campo de visão que oferece – e, em teoria, cansam menos os olhos. No entanto, eles têm resoluções incomuns e nem todos os jogos suportam um amplo campo de visão.

No final das contas, a escolha do monitor tem um grande impacto em tudo o que você faz em seu computador, mas certifique-se de gastar dinheiro em uma tela que funcione bem com o equipamento que você tem ou planeja usar.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!