O Bletchley Park, também conhecido como Station X, é uma antiga instalação militar secreta na Inglaterra onde o matemático Alan Turing decifrou o código da máquina Enigma da Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial. Esse foi o local escolhido para a realização de uma conferência global sobre inteligência artificial (IA), agendada para 1º e 2 de novembro, anunciou o governo do Reino Unido nesta quinta-feira (24).

Para quem tem pressa:

  • O governo do Reino Unido anunciou, nesta quinta-feira (24), que vai realizar uma conferência global sobre IA no Bletchley Park (Station X);
  • O local é uma antiga instalação militar secreta onde Alan Turing decifrou o código da máquina Enigma da Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial;
  • A cúpula deve reunir governos internacionais, empresas líderes em IA e especialistas para discutir o “desenvolvimento seguro e utilização de tecnologia de IA de ponta;
  • Ainda não está claro quais empresas, governos ou pesquisadores participarão do evento, agendado para 1º e 2 de novembro.

A cúpula deve reunir governos internacionais, empresas líderes em IA e especialistas para discutir o “desenvolvimento seguro e utilização de tecnologia de IA de ponta”, conforme divulgou o governo do Reino Unido.

Leia mais:

Além disso, o governo britânico informou que o evento “considerará os riscos da IA, especialmente no limiar do desenvolvimento, e discutirá como eles podem ser mitigados por meio de ações coordenadas internacionalmente”.

publicidade

Para aproveitar plenamente as oportunidades extraordinárias da inteligência artificial, devemos agarrar e enfrentar os riscos para garantir que ela se desenvolva com segurança nos próximos anos.Com a força combinada dos nossos parceiros internacionais, da próspera indústria da IA e da comunidade académica especializada, podemos garantir a rápida ação internacional necessária para o desenvolvimento seguro e responsável da IA em todo o mundo.

Rishi Sunak, primeiro-ministro do Reino Unido

Ainda não está claro quais empresas, governos ou pesquisadores participarão do evento.

Pauta: inteligência artificial

Fachada de mansão no Bletchley Park, na Inglaterra
Mansão no Bletchley Park, na Inglaterra (Imagem: DeFacto/Wikimedia Commons)

Espera-se que as discussões na cúpula abranjam tópicos como a prevenção do potencial uso indevido da IA para espalhar desinformação durante as eleições e as suas implicações para guerra.

O evento reflete a crescente preocupação entre governos e sociedades em todo o mundo em relação ao desenvolvimento e implantação responsáveis de tecnologias de IA.

O primeiro-ministro Sunak afirmou que o legado do Reino Unido em tecnologias pioneiras que transformam o futuro faz de Bletchley Park o local ideal para a cimeira inaugural de segurança global de IA.

Ou seja, a localização histórica pretende simbolizar a capacidade histórica e tecnológica da Grã-Bretanha em lidar com tecnologias transformadoras. O primeiro-ministro pretende posicionar a ilha como um líder global na garantia da segurança das tecnologias de IA.

Contexto

Mão robótica pressionando tecla de notebook
(Imagem: sdecoret/Adobe Stock)

A questão da regulamentação da IA representa um desafio para os governos a nível mundial, uma vez que estes se esforçam para aproveitar os seus potenciais benefícios e, ao mesmo tempo, minimizar as suas consequências adversas.

O Reino Unido abriga várias empresas líderes envolvidas na pesquisa, desenvolvimento e produção comercial de IA, incluindo DeepMind, o laboratório de IA do Reino Unido, e Synthesia, uma plataforma de mídia digital que permite aos usuários criar vídeos gerados por IA.

Os pioneiros da corrida pela IA são principalmente grandes empresas de tecnologia dos EUA, como a Microsoft – uma proeminente apoiadora da OpenAI, criadora do ChatGPT – Google, que lançou o chatbot com IA generativa Bard, e Meta, que é responsável pelo grande modelo de linguagem de código aberto Llama (e lançou nesta quinta uma IA para programadores).

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!