O Sistema de Valores a receber do Banco Central (ou SVR) permite que milhões de brasileiros resgatem valores esquecidos nos bancos. Nesta segunda-feira (28), foi revelado que uma pessoa conseguiu sacar sozinha a bagatela de R$ 2,8 milhões.

A informação foi divulgada na live semanal do BC pelo chefe de Departamento de Atendimento Institucional do Banco Central, Carlos Eduardo Rodrigues da Cunha Gomes. Esse foi o maior valor recebido por uma pessoa física usando o sistema, destacou Gomes.

Leia mais:

Expectativa de milhões, realidade de centavos

  • Valores exorbitantes são muito raros. Segundo o BC, quase 63% dos resgastes não passam de R$ 10 e menos de 2% superam R$ 1.000.
  • Segundo o balanço recente do BC, mais de R$ 7 bilhões continuam aguardando resgate. 
  • Mais de 14,4 milhões de pessoas físicas e 571 mil empresas já recuperaram valores até junho de 2023. 

Como consultar o dinheiro esquecido

Para fazer a consulta, é necessário informar a data de nascimento e o CPF. No caso de pessoa jurídica, é preciso saber a data de criação da empresa e o CNPJ. Descubra como fazer a consulta no Sistema Valores a Receber acessando o nosso guia completo.

publicidade

O que é o SVR?

  • O SVR foi lançado em 2022 pelo Banco Central e permite que brasileiros consultem se há dinheiro esquecido em algum banco, consórcio ou outra instituição financeira.
  • Em caso positivo, dá para solicitar o depósito pelo próprio site.
  • O sistema permite resgatar valores esquecidos em contas antigas, por exemplo.
  • Em março de 2023 começou uma nova fase de resgates. A procura foi tanta que o site do Banco Central ficou instável.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!