Que a Nintendo trabalha em um sucessor para o Switch não é exatamente surpreendente — afinal de contas, o console híbrido foi lançado em 2017 e, mais de 6 anos depois, dá sinais de cansaço, ao menos do ponto de vista de hardware. Mas, aparentemente, a fabricante japonesa já tem o próximo console em estágio bastante avançado, e ele já teria até sido demonstrado para alguns desenvolvedores.

É o que dizem reportagens dos sites Eurogamer e Video Games Chronicles (VGC): durante a Gamescom, realizada em agosto na Alemanha, a Nintendo teria apresentado o sucessor do Switch para alguns desenvolvedores. A ideia é que eles, sabendo como vai ser o console, já comecem a produzir títulos para ele.

Leia mais:

Nintendo apresentou demonstrações técnicas para parceiros

Segundo a Eurogamer, a Nintendo teria até mesmo mostrado uma versão aprimorada de “Zelda: Breath of the Wild” rodando no novo console. O site destaca que o objetivo do software é apenas para demonstração, e que não há indícios de que a Nintendo planeje realmente relançar o game.

publicidade

A versão de “Zelda” para o novo console teria taxa de quadros melhorada, assim como resolução superior à do lançamento original.

Nintendo Switch
(Imagem: skvalval/ Shutterstock)

Já o VGC também diz que a Unreal Engine 5 da Epic Games teria sido adaptada para o console, e que a demo ”The Matrix Awakens” estaria rodando no dispositivo. Novamente, o objetivo é apenas demonstrar a capacidade técnica do futuro aparelho.

A demo de The Matrix Awakens estaria usando a tecnologia DLSS da Nvidia para melhorar a resolução, e, segundo pessoas que teriam visto a demonstração, a qualidade gráfica era comparável a de games do PlayStation 5 e do Xbox Series X.

Não significa, no entanto, que a potência do novo console da Nintendo será similar à dos concorrentes, e sim que é possível extrair qualidade gráfica impressionante no aparelho.

O que esperar do novo console da Nintendo

Por enquanto, o sucessor do Switch segue uma incógnita. Rumores indicam que a Nintendo vai manter o design híbrido no aparelho, que poderia tanto ser jogado em uma TV quanto no modo portátil. Considerando o sucesso do Switch em vendas, é de se esperar que a Nintendo não adote uma estratégia muito diferente para o sucessor dele.

A Nintendo não fala muito sobre o sucessor, e reforça sempre que ainda vê o Switch como parte fundamental dos seus negócios. Em fevereiro, representantes da japonesa disseram que o Switch ainda está na metade da sua vida útil — e desde o lançamento do aparelho em 2017 a empresa diz que planeja manter ele por 10 anos.

Ainda que o sucessor esteja a caminho, a Nintendo ainda tem alguns títulos de peso a caminho do Switch. “Super Mario Bros. Wonder”, o primeiro jogo em 2D do encanador em 10 anos, será lançado em outubro. Para 2024, a empresa também promete um game da Princesa Peach. Além disso, “Metroid Prime 4”, anunciado em 2017, ainda está previsto para ser lançado no Switch, embora a Nintendo não fale nada do jogo há alguns anos.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!