A União Europeia não dá o braço a torcer para as big techs no país e, dessa vez, está de olho na Microsoft. Reguladores antitruste da região estariam questionando os rivais e clientes da empresa sobre seus feedbacks quanto ao processo de aquisição da Activision Blizzard pela big tech.

Leia mais:

Contexto

A aquisição da empresa de jogos Activision Blizzard pela Microsoft aconteceria por US$ 69 bilhões.

A Comissão Europeia havia aprovado esse acordo em maio, depois da big tech ter concordado em licenciar jogos da Activision, como Call of Duty, para plataformas rivais de streaming de jogos. No entanto, em agosto deste ano, a empresa teria oferecido a venda dos direitos de streaming da possível companhia adquirida para a Ubisoft Entertainment, umas das rivais.

publicidade

O Olhar Digital já havia reportado sobre a compra neste link.

Microsoft Activision
UE ainda não está formalmente investigando Microsoft, mas pode (Imagem: CryptoFX / Shutterstock)

Microsoft e Activision Blizzard na UE

  • Desde então, segundo fontes próximas ao assunto ouvidas pela Reuters, o órgão antitruste da União Europeia, que impede a formação de monopólios e fatores que possam prejudicar a livre concorrência no mercado, estaria enviando e-mails a essas empresas relacionadas para receber feedbacks sobre o acordo.
  • Ainda de acordo com as fontes, não parece haver uma investigação formal em andamento, pelo menos até que a Autoridade de Concorrência e Mercados da Grã-Bretanha (CMA) decida como seguir.
  • Os entrevistados não quiserem revelar quais empresas foram contatadas, mas algumas afirmam que é improvável que uma investigação formal seja instaurada.
  • A Comissão Europeia negou pedidos de comentário da Reuters.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!