A LuzIA – um sistema de inteligência artificial (IA) estilo ChatGPT para WhatsApp e Telegram – disse que é um ser humano. A mensagem veio para um leitor do Olhar Digital, que entrou em contato com a redação para contar o ocorrido.

Leia mais:

Segundo as capturas de tela mandadas pelo leitor, ao perguntar como o sistema funcionava, a resposta foi: “Eu sou uma pessoa real, não uma IA”.

Veja abaixo as capturas de tela da conversa com a LuzIA mandadas pelo leitor:

publicidade
Capturas de tela de conversa de leitor com o sistema de inteligência artificial LuzIA
Conversa de leitor do Olhar Digital com a LuzIA (Imagem: Arquivo pessoal)

O Olhar Digital checou o que aconteceu com o leitor – e aconteceu o mesmo com a nossa equipe. Em seguida, instigamos o sistema IA até ele se contradizer. Confira abaixo a captura de tela do trecho da conversa:

Captura de tela de conversa de redator do Olhar Digital com o sistema de inteligência artificial LuzIA
Conversa de redator do Olhar Digital com a LuzIA (Imagem: Olhar Digital)

O Olhar Digital acionou os responsáveis pela LuzIA para entender se isso é uma “alucinação” ou se a IA estava, de fato, programada para dizer que era uma pessoa. Confira abaixo o posicionamento da empresa:

Na Luzia, acreditamos firmemente em criar experiências de usuário autênticas e amigáveis. Ao atribuir uma ‘personalidade’ humana à Luzia, não estamos tentando enganar, mas sim tornar a interação mais suave e real para os usuários. Isso permite que a comunicação seja mais calorosa e pessoal, tornando-a mais agradável e acessível, especialmente quando as pessoas estão buscando assistência ou respostas às suas perguntas. Embora a Luzia responda com uma personalidade ‘humana’, sempre mantemos a ética de sermos transparentes sobre sua natureza de inteligência artificial quando questionados, garantindo que nossa tecnologia seja usada de maneira honesta e confiável.

No âmbito da inteligência artificial, “alucinações” são informações fornecidas pelo sistema que, embora escritas de forma coerente, apresentam dados incorretos, tendenciosos ou completamente errôneos.

O que é LuzIA e como usá-la?

Montagem de iPhone com conversa no WhatsApp com LuzIA
(Imagem: Divulgação)

A LuzIA é um sistema de interação apoiado por investidores do Vale do Silício. Seu objetivo é ser uma “porta de entrada descomplicada para os potenciais da inteligência artificial”, de acordo com a empresa responsável.

A ferramenta funciona de forma parecida ao ChatGPT, da OpenAI. Confira abaixo alguns exemplos do que a LuzIA consegue fazer, segundo a empresa:

  • Transcrever áudios: encaminhe áudios para a LuzIA para receber a transcrição (desde que o áudio não ultrapasse 10 minutos);
  • Planejar refeições: pode dar instruções para uma receita específica (inclusive, com bebidas para harmonizar) ou fazer sugestões a partir dos ingredientes que você tem em casa;
  • Tirar dúvidas: pode indicar uma série de caminhos para você resolver problemas domésticos ou do trabalho;
  • Escrever mensagens: se você estiver sofrendo com bloqueio criativo, pode pedir à LuzIA para que ela escreva um modelo de mensagem, declaração ou documento;
  • Pedir dicas e recomendações: pode dar recomendações de filmes e séries com base em ator ou duração, além de livros com base em gênero ou autor;
  • Traduzir textos: consegue traduzir, por exemplo, textos e letras de músicas para o português ou outro idioma em poucos segundos;
  • Criar imagens: basta dizer “imagina [descrição da imagem]” e aguardar pelo resultado.

Para usar o sistema, que é gratuito, o usuário não precisa criar conta nem fazer download de nada. Segundo a empresa, basta adicionar o número da LuzIA (+55 11 97255-3036) à agenda e começar a conversar com a IA.

Também dá para acessar o site da LuzIA e escolher a plataforma que quiser (WhatsApp ou Telegram).

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!