O presidente do grupo Stellantis para América do Sul Antonio Filosa anunciou nesta sexta-feira, durante um encontro com o Governador do Rio de Janeiro Cláudio Castro, a confirmação da continuidade dos investimentos no Polo Automotivo de Porto Real. O anúncio foi marcado pela apresentação do Novo SUV Citroën C3 Aircross, que em breve será produzido na unidade.

Leia mais:

Investimentos estratégicos

  • A Stellantis confirmou um ciclo de investimentos no valor de R$ 2,5 bilhões até 2025 para o Polo Automotivo de Porto Real.
  • Esse montante será destinado ao desenvolvimento de novos produtos, Pesquisa & Desenvolvimento e modernização das instalações, sistemas e equipamentos da unidade industrial.
  • Desde 2011 até o ano passado, já foram investidos na planta mais de R$ 7,6 bilhões.
  • Parte desses investimentos, cerca de R$ 330 milhões, foi direcionada para o desenvolvimento de uma variante da plataforma CMP, que oferece flexibilidade e é compatível com motorização térmica, híbrida e elétrica.
  • Essa plataforma será a base para a produção de veículos híbridos, incorporando a tecnologia Bio-Hybrid.

Inovação, novos modelos e impacto na economia

stellantis
Governador do Rio de Janeiro Cláudio Castro e o presidente da Stellantis América do Sul Antonio Filosa, com o novo Citroën C3 Aircross. Imagem: Stellantis / Divulgação

A plataforma CMP é a base do projeto C-Cubed, que consiste em uma nova família de veículos composta por três modelos. O primeiro a ser lançado foi o novo Citroën C3. O próximo lançamento será o Aircross, que foi apresentado ao governador no encontro. A família se completará com um terceiro modelo em desenvolvimento, representando um aumento na produção da unidade de Porto Real nos próximos anos.

O Polo Automotivo Stellantis de Porto Real tem contribuído significativamente para a economia local, gerando 1,7 mil empregos diretos na planta. Aproximadamente 40% da demanda de componentes e insumos, que totalizou R$ 3,3 bilhões no ano passado, foi atendida por fornecedores no estado do Rio de Janeiro.

publicidade

Bio-Hybrid

Uma das grandes novidades apresentadas no encontro foi a tecnologia de motopropulsão híbrida Bio-Hybrid, desenvolvida no Brasil. Essa tecnologia combina energia térmica flex e eletrificação, oferecendo soluções acessíveis para uma mobilidade sustentável. O Bio-Hybrid é compatível com as linhas de produção das três plantas da Stellantis no Brasil (Betim, Porto Real e Goiana).

O Bio-Hybrid faz parte da rota tecnológica da mobilidade acessível e sustentável adotada pela Stellantis. Queremos potencializar as virtudes do etanol, como combustível renovável, cujo ciclo de produção absorve a maior parte de suas emissões, combinando a propulsão à base do biocombustível com sistemas elétricos.

Antonio Filosa, presidente da Stellantis América do Sul

Essas iniciativas estão alinhadas com o plano estratégico de longo prazo da Stellantis, denominado Dare Forward 2030, que tem como objetivo a descarbonização de processos e produtos da empresa até 2038, com uma redução das emissões de 50% até 2030.