O Nissan Leaf é um dos veículos elétricos mais vendidos de todos os tempos. Até agora, são mais de 500 mil unidades comercializadas. Atualmente, o modelo está disponível nos Estados Unidos, Europa e Japão. Aproveitando os bons resultados, a Nissan resolveu colocar o carro para disputar uma corrida com um avião. Quem será que venceu?

Leia mais

Vídeo relacionado

Nissan Leaf

O Nissan Leaf, símbolo dos primeiros esforços da montadora em mobilidade sustentável, percorreu um longo caminho desde sua criação. Produzido em fábricas no Japão, nos EUA e no Reino Unido, o veículo de emissão zero deixou sua marca em 59 mercados ao redor do mundo.

Desde sua estreia pioneira em 2010 até hoje, os proprietários do veículo elétrico dirigiram seus carros mais de 10 bilhões de quilômetros acumulados em todo o mundo .E de acordo com a fabricante, evitaram que mais de 2,5 bilhões de quilos de emissões de CO2 entrassem na atmosfera. As informações são do Motor1.com.

publicidade

Agora sim! Veja quem venceu a corrida:

Crédito: YouTube/Nissan

Nissan tem adotado movimentos em benefício do meio ambiente

  • Recentemente, a Nissan criou uma fonte de energia portátil que reaproveita módulos de bateria antigos usados no hatch elétrico Leaf.
  • O produto oferece uma nova vida para baterias que antes seriam descartadas, destaca a empresa.
  • Funcionários da Nissan testam baterias de Leafs antigos e reutilizam aquelas que ainda podem reter carga.
  • Segundo informações divulgadas pela Nissan em 2019, as baterias do Leaf podem durar até 22 anos e podem ser reaproveitadas em outros tipos de produtos.
  • A reutilização para outros fins faz parte dos esforços de sustentabilidade da empresa.
  • O gerador portátil da Nissan/Kenwood pesa cerca de 14 kg e possui dois módulos integrados de bateria de um Leaf de primeira geração. Cada veículo possui 48 módulos.
  • A unidade possui duas tomadas convencionas, duas portas USB-A, duas USB-C, uma tomada de 12V e entrada para alimentação por energia solar.