A Amazon anunciou nesta quinta-feira (28) o lançamento oficial do Bedrock, seu próprio serviço personalizado de IA generativa — mesma tecnologia por trás do ChatGPT.  

Como funciona o Bedrock?

  • Apresentado em abril, o Bedrock oferece uma biblioteca de modelos de IA para clientes que usam o AWS, a plataforma de computação em nuvem da Amazon.
  • O serviço permite criar aplicativos alimentados por inteligência artificial treinados com dados próprios fornecidos pelas empresas.
  • Desenvolvedores podem usar a novidade para criar ferramentas que executam tarefas sozinhas, por exemplo, como reservar viagens, gerenciar estoque e muito mais.
O Bedrock é o serviço personalizado de IA generativa da Amazon
Imagem: Tada Images / Shutterstock

Leia mais:

publicidade

No último ano, os avanços no aprendizado de máquina levaram a um aumento do interesse na IA generativa, gerando novas ideias que poderiam transformar indústrias inteiras e reimaginar a forma como o trabalho é feito (…) O anúncio de hoje coloca a IA generativa ao alcance de todos os negócios, de startups a empresas

Swami Sivasubramanian, vice-presidente de dados e IA da AWS

Entre os grandes modelos de linguagem disponíveis estão o AI21 Labs, Anthropic, Cohere e Stability AI. O Llama 2, o modelo de código aberto da Meta, chega ao serviço nas próximas semanas.

O serviço terá como concorrente direto o Vertex AI do Google, que faz basicamente o mesmo, ou seja, oferece modelos de IA ajustáveis para desenvolver aplicativos.

publicidade

Investimento bilionário na Anthropic

Vale lembrar que a Amazon também confirmou recentemente um investimento multibilionário na startup de IA Anthropic, reforçando que está levando a sério a aposta no lucrativo e crescente mercado de IA. 

Segundo informações da Reuters, o acordo dará aos clientes da nuvem da Amazon acesso antecipado às tecnologias da Anthropic. Os CEO da divisão de nuvem da Amazon e da Anthropic disseram que o investimento imediato será de US$ 1,25 bilhão.