Durante estudo sobre os efeitos da presença de humanos no comportamento animal, pesquisadores descobriram que os animais da savana africana têm mais medo das vozes humanas do que do rugido dos leões.

Segundo o El País, o leão é o maior predador da África, todavia, os humanos têm caçado outras criaturas em grande escala há milhares de anos – se tornando superpredadores. Durante a pesquisa, a equipe instalou câmeras e alto-falantes no Parque Nacional do Grande Kruger (África) para entender como os animais reagem a diferentes sons, como conversas humanas, rosnados de leões, cães de caça e tiros.

Leia mais

O estudo

  • Publicado na revista Current Biology, o estudo analisou mais de 15 mil vídeos de animais no Parque Nacional;
  • Ao longo da pesquisa, a equipe descobriu que os animais têm duas vezes mais chances de fugir quando ouvem humanos do que quando ouvem sons de leões ou de caça;
  • Esse comportamento foi apresentado por 18 das 19 espécies avaliadas;
  • Animais, como girafas, leopardos, hienas, zebras, cudos, javalis e impalas tendem a fugir mais do som de humanos que de leões.

Entre os animais avaliados, a única exceção foi o cão selvagem africano, que apresentou maior tendência a fugir dos leões. “Isso faz sentido, já que os leões têm como alvo os cães selvagens africanos. No entanto, não podemos ter certeza sobre a fiabilidade destes padrões porque a significância estatística é limitada devido à escassez de vídeos de cães selvagens africanos”, afirma Liana Y. Zanette, líder da equipe.

publicidade

Em relação à velocidade, os animais fugiram 40% mais rápido dos humanos que dos leões. Em contrapartida, os elefantes destruíam furiosamente os alto-falantes ao ouvir os rugidos dos leões – comportamento que não foi apresentado com a reprodução sonora de humanos.