Conhecido como malware polimórfico, um tipo de software malicioso pode alterar o próprio código para passar despercebido por sistemas de segurança, sem perder sua estrutura original. Para isso, utiliza métodos que incluem até inteligencia artificial. Ele tem se tornando um problema cada vez maior para o Android, mas o Google promete avançar no combate ao malware “mutante” com a nova atualização do Play Protect. A informação foi anunciada pela big tech em seu o site oficial.

O que muda no Play Protect?

  • Atualmente, o Play Protect verifica aplicativos recém-instalados utilizando o aprendizado de máquina.
  • Agora, além disso, o sistema irá recomendar a verificação de aplicativos no mesmo momento em que o usuário começa a instalação no seu dispositivo.
  • Após realizar uma avaliação no código, o Google informará o usuário se aquele aplicativo é seguro ou se representa alguma ameaça.
  • O sistema pode ainda fazer verificações diárias no dispositivo.

Em comunicado, a empresa explicou os benéficos da atualização:

Essa melhoria ajudará a proteger melhor os usuários contra aplicativos polimórficos maliciosos que utilizam vários métodos, como IA, para serem alterados para evitar a detecção.

Google em comunicado oficial

O novo recurso do Play Protect já está sendo implementado em países selecionados pela empresa, começando pela Índia, e estará disponível em todas as regiões nos próximos meses.

Leia mais:

publicidade

 Como o malware mutante se prolifera

Mesmo com as medidas de segurança em vigor, pesquisadores continuam preocupados com a persistente descoberta de malware no sistema Android. Recentemente, o site Bleeping Computer relatou que hackers estão distribuindo malware disfarçado de aplicativos legítimos, como o YouTube e o Chrome, o que pode levar os usuários a conceder permissões sem suspeitar de qualquer ameaça.

Os links para downloads de aplicativos maliciosos como esses são frequentemente compartilhados por meio de aplicativos de mensagens, observou o Google em seu post. O método de enviou é rápido e utilizado em grande escala, o que garante que muitos usuários caiam no ataque e sejam hackeados.