A energia solar se popularizou e ampliou possibilidades, inclusive podendo virar uma solução sustentável e estética. Um novo projeto de pesquisadores do Espírito Santo aliou esses dois âmbitos para criar uma estrutura que capta a luz do sol e pode ser incorporada em praças, parques e até em residências. Alguns dos usos incluem carregamento de smartphone e até carros elétricos.

Leia mais:

Árvore solar

O projeto é uma iniciativa do Centro de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento (Cpid) com profissionais da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Trata-se de uma árvore solar: uma estrutura com a mesma estética de uma árvore, mas, por cima das folhas, são placas solares. Essas placas captam a energia do sol através de células fotovoltaicas, que, então, a converte em energia elétrica.

publicidade

A estrutura de seis metros de altura e folhas de um metro quadrado tem uma estimativa de gerar até 300 kwh por mês.

(Foto: Cpid/Divulgação)

Aplicações da energia solar da árvore

  • Unindo funcionalidade e estética, a árvore solar pode ser instalada em praças, ruas e até residências, reduzindo a dependência de energia elétrica nesses locais e gerando energia sem emissões de carbono.
  • A estrutura pode servir para recarregar dispositivos móveis através de portas USB integradas, como smartphones, tablets e até carros elétricos, e para o fornecimento de energia para eventos nos locais.
  • Ainda, o design do projeto, além da estética visualmente atraente, pode ser adaptado para os diferentes locais de instalação e, ao contrário dos grandes painéis convencionais, ocupa menos espaço.
  • Segundo o g1, um modelo será instalado na casa do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, em Vila Velha, com os primeiros testes começando em 2024.
  • Além disso, duas escolas técnicas da rede estadual também receberão modelos: CEET Vasco Coutinho, em Vila Velha, na Grande Vitória e o CEET Talmo Luiz Silva, em João Neiva, no Norte.