A Tesla, montadora de automóveis elétricos dos Estados Unidos, registrou uma queda de 2,6% nas vendas de veículos elétricos fabricados na China em outubro, em relação a setembro.

Segundo dados da Associação Chinesa de Carros de Passageiros (CPCA), a montadora americana entregou 72.115 veículos elétricos na China no mês passado, contra 74.331 em setembro.

Leia mais:

No entanto, apesar da queda, as vendas dos modelos Model 3 e Model Y fabricados na China aumentaram 0,6% em relação ao ano anterior.

publicidade

Por outro lado, a concorrente chinesa BYD, entregou 301.095 veículos de passageiros em outubro, um aumento de 5% em relação a setembro e de 38,4% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Pressão de concorrentes chineses

A Tesla vem enfrentando crescente pressão de concorrentes na China, o maior mercado de veículos elétricos do mundo. Em decorrência, a montadora prioriza as vendas em detrimento dos lucros, o que tem prejudicado suas margens.

A participação de mercado da Tesla no segmento de veículos elétricos na China caiu para 9,89% no terceiro trimestre, em comparação com 12,98% no segundo trimestre e 9,93% no mesmo período do ano anterior.

A empresa não atingiu as estimativas do terceiro trimestre para margem bruta, lucro e receita. Além disso, ficou abaixo das previsões do terceiro trimestre para suas entregas globais, devido a atualizações planejadas na fábrica para uma versão renovada do Model 3, o que reduziu a produção.

A Tesla lançou o Model 3 renovado e com preço mais alto na China em setembro e começou oficialmente as entregas em 26 de outubro.

byd
A concorrente chinesa BYD, entregou 301.095 veículos de passageiros em outubro, um aumento de 5% em relação a setembro. Imagem: Robert Way / Shutterstock.com

BYD no topo

Segundo a Reuters, montadoras nacionais têm avançado mais no maior mercado automobilístico do mundo, onde marcas estrangeiras, incluindo a Mitsubishi Motors do Japão e a Hyundai Motor da Coreia do Sul, têm tomado medidas para encerrar ou reduzir suas operações.

A BYD, principal concorrente chinesa da Tesla, consolidou sua liderança de mercado com uma margem bruta de 22,12% no terceiro trimestre.

A marca de veículos elétricos apoiada pela Huawei, Aito, fez sucesso recentemente, com seu modelo renovado M7 recebendo mais de 50.000 pedidos nos primeiros 25 dias após o lançamento, em meados de setembro.