O TikTok confirmou nesta segunda-feira (6) que encerrará o fundo para criadores de US$ 1 bilhão a partir do dia 16 de dezembro de 2023.

O que isso significa?

Criadores de quatro mercados não poderão mais monetizar conteúdo por meio do fundo original, confirmou a porta-voz da rede social, Maria Jung: EUA, Reino Unido, Alemanha e França.

Fundo do TikTok para criadores: o que é?

  • O fundo foi lançado pela plataforma chinesa em 2020. 
  • A ideia era investir o valor de quase R$ 5 bilhões pelos próximos três anos como recompensa para criadores de conteúdo viral no aplicativo.
  • Apesar da promessa, influenciadores notaram que, mesmo com milhões de visualizações, as postagens rendiam apenas alguns dólares, destacou o Business Insider.

Leia mais:

Nova monetização

Para tentar resolver a questão, a plataforma introduziu este ano o ‘Programa Criativo TikTok’. O novo método de monetização é baseado em visualizações, métricas de engajamento e, segundo a rede social, resulta em pagamentos melhores.

publicidade

Ao contrário do fundo original, o programa possui uma regra: a exigência que os criadores façam vídeos populares com mais de um minuto.

A empresa não divulga quando gasta com o novo sistema de monetização. Desde o lançamento em fevereiro, o TikTok convida criadores elegíveis para entrarem no programa. Segundo a plataforma, eles podem receber “até 20 vezes o valor que ganhavam com o fundo original”.

No fim, a extinção do fundo do TikTok não é uma grande surpresa. O programa tinha compromisso de durar três anos e quantia definida para distribuir (a empresa não confirma se realmente gastou US$ 1 bilhão).

Criadores das regiões afetadas que fazem parte do fundo poderão ingressar no Programa Criativo automaticamente, informou a rede social.