Uma pesquisa investigou qual é a visão das pessoas sobre o uso de inteligência artificial nas próximas eleições dos Estados Unidos, marcada para novembro de 2024. Os resultados apontaram que há um certo consenso entre os adeptos dos dois partidos (Republicano e Democrata): a tecnologia ira trazer mais problemas do que benefícios.

O estudo foi realizado pela Escola Harris de Políticas Públicas da Universidade de Chicago e pelo Centro de Pesquisa de Assuntos Públicos da Associated Press-NORC.

publicidade

IA nas eleições: é bom ou ruim?

  • A maioria dos eleitores concorda que o uso de IA nas eleições atrapalha mais do que ajuda. Porém, divergem quando o objetivo é buscar informações sobre como votar.
  • Os adultos são os que mais acreditam que usar a tecnologia para se informar sobre como se registrar para votar (37%) ou sobre como votar (26%) é positivo.
  • Independentemente do partido, a maioria refuta a ideia de usar a IA para escolher em quem votar.
  • A maioria também concorda que políticos não devem utilizar a ferramenta para adaptar anúncios ou manipular vídeos e fotos.

Ethan Bueno de Mesquita, reitor interino da Escola Harris de Políticas Públicas da Universidade de Chicago, defende que a busca de conhecimento sobre como votar em plataformas de linguagem baseada em IA é uma questão para se tomar cuidado:

Há preocupações de que os chatbots possam simplesmente inventar uma resposta [para perguntas dos eleitores]. Felizmente, esta também é uma área onde as empresas de IA parecem empenhadas em garantir que os chatbots direcionem os usuários para informações confiáveis.

Ethan Bueno de Mesquita em entrevista para o Phys.org

Leia mais:

publicidade

Preocupação com propagação de informação falsa

Os eleitores estão preocupados com o aumento de divulgação de desinformação pela IA e acreditam que devem existir medidas para evitar essa situação:

  • 58% dos adultos acreditam que a IA pode aumentar a divulgação de informações falsas nas eleições de 2024.
  • 8 em cada 10 adultos acreditam que as empresas de tecnologia, mídia social e notícias, além do governo federal, possuem responsabilidade de impedir a propagação de desinformação pela IA.
  • 66% das pessoas acreditam que o governo deve proibir conteúdo falso ou enganoso gerado por IA em propagandas políticas.
  • 65% dizem que empresas devem rotular os conteúdos de IA e 62% querem que os políticos se comprometam a não usar a ferramentar nas campanhas.

O dados da pesquisa foram coletados durante entrevistas em 50 estados dos Estados Unidos. O levantamento foi realizado entre 19 e 23 de outubro de 2023, com pessoas de 18 anos ou mais. O nível de confiança do estudo é de 95% com margem de erro de 4,1 pontos percentuais. As informações são do portal Phys.org.