Marte é frequentemente apelidado de “Planeta Vermelho” devido à sua característica tonalidade avermelhada que o torna inconfundível no céu noturno.

Mas por que esse planeta vizinho da Terra exibe essa tonalidade característica?

publicidade

Leia mais:

O Planeta Vermelho

O intrigante tom avermelhado de Marte é verdadeiramente cativante. Sua coloração inspirou associações com deuses e atividades relacionadas à guerra no passado. O deus grego Ares é um grande exemplo, geralmente representado na cor vermelha.

Outra relação interessante é que a principal estrela da constelação de Escorpião, Antares, recebeu esse nome que significa “Anti-Ares” por possuir uma cor avermelhada, semelhante à de Ares.

Posteriormente, quando o Império Romano dominou a Europa, o deus Ares teve seu nome alterado para Marte, uma designação que se estendeu ao planeta e é como ele é conhecido até hoje.

Marte via NASA
Marte via NASA

Mas, por que Marte é vermelho?

A tonalidade vermelha marciana é resultado de uma combinação de fatores complexos que atuam em conjunto. E essa interação se dá entre a composição da superfície do planeta, sua atmosfera e fenômenos geológicos.

Rover Perseverance, da NASA, em Marte
(Imagem: Artsiom P/Shutterstock)

A superfície de Marte e a presença de óxido de ferro

A superfície de Marte exibe uma variedade de tonalidades. Geralmente ela é associada a tons de vermelho ou laranja.

Contudo, a cor avermelhada da superfície marciana é resultante da presença de rochas compostas por minerais ricos em ferro. Ao longo de bilhões de anos, essas rochas passaram por um processo de oxidação.

A alcunha de “planeta vermelho” é conferida a Marte graças à composição de óxidos de ferro no regolito marciano. Esse processo é análogo à oxidação que ocorre na Terra quando o ferro entra em contato com o oxigênio e forma ferrugem.

A coloração avermelhada do solo marciano é atribuída, em grande parte, à presença significativa de hematita. Este mineral, um óxido de ferro de ocorrência comum em solos e rochas, destaca-se como um dos elementos mais prevalentes na composição geológica de Marte.

Imagem: Reprodução/ESA/DLR/FU Berlin

A atmosfera de Marte

Outro fator sobre a predominância do vermelho no planeta é explicada, de modo básico, devido à presença de partículas de poeira na atmosfera marciana. E essas partículas são, justamente, os óxidos de ferro presentes na superfície do planeta.

A atmosfera fina de Marte é composta principalmente de dióxido de carbono, que é incolor. Mas a presença de poeira e partículas suspensas dá à atmosfera essa aparência avermelhada quando vista do espaço ou da superfície do planeta.

Devido às características de sua atmosfera, a dispersão Rayleigh, fenômeno em que a luz se espalha em várias direções por partículas pequenas (responsáveis pelo céu azul na Terra), exerce uma influência menor em Marte. Nesse contexto, as partículas de poeira desempenham um papel crucial na coloração característica do planeta vermelho.