Por Ricardo Maravalhas, fundador e CEO da DPOnet

O crescente avanço tecnológico trouxe inúmeros benefícios para as empresas, mas também aumentou os riscos de ataques cibernéticos. Diante dessa realidade, é crucial que as organizações estejam preparadas para enfrentar possíveis invasões, além de proteger suas informações.

publicidade

Antes de tudo, é fundamental que as empresas estejam cientes dos sinais que indicam a possibilidade de um ataque hacker. Dentre os principais indicativos, destaca-se a lentidão na conexão à web, diminuição no processamento e a perda de controle dos sistemas pelos usuários, e por isso, a rápida identificação desses sinais aumenta significativamente a probabilidade de contenção dos danos que isso pode causar nos negócios.

Caso detecte algo fora do comum, a equipe de TI deve ser acionada imediatamente para investigar os indícios de invasão ou infecção por malwares. E, simultaneamente, o comitê de Segurança da Informação e/ou o comitê de Proteção e Privacidade de Dados devem ser alertados e convocados para o war room.

publicidade

Leia mais:

Mas, para evitar possíveis vazamentos de dados sensíveis, é crucial manter todas as informações em sigilo durante a investigação. Pois, neste período, as causas do incidente deverão ser avaliadas além de suas potenciais consequências para a empresa e seus clientes.

publicidade

E, ao mesmo tempo, para mitigar os riscos, é fundamental adotar medidas de segurança da informação recomendadas por especialistas. Isso pode incluir a atualização de sistemas, fortalecimento de senhas, implementação de firewalls mais robustos e a educação dos funcionários sobre práticas seguras na internet.

Segurança cibernética
(Imagem: Thapana_Studio/ Shutterstock)

Se após a investigação for confirmada a existência e/ou possibilidade de crime cibernético, os agentes da polícia devem ser notificados imediatamente. A colaboração com as autoridades é essencial para rastrear os invasores e levar os responsáveis à justiça. Agora, em casos de incidentes significativos, a empresa deve comunicar à Associação Nacional de Proteção de Dados (ANPD) com base nas informações disponíveis.

publicidade

Essa comunicação deve ser feita de forma transparente, fornecendo detalhes sobre a natureza do incidente e as medidas tomadas para minimizar os danos. Informações adicionais podem ser complementadas posteriormente, se necessário.

Por fim, concluo que em um mundo cada vez mais digitalizado, os ataques cibernéticos representam uma ameaça constante para as empresas. Estar preparado para enfrentar essas situações é fundamental para proteger não apenas os dados da empresa, mas também a confiança dos clientes. Ao adotar medidas proativas, incluir normas de segurança, identificar rapidamente os sinais de ataque e colaborar com as autoridades competentes, as empresas podem aumentar significativamente suas chances de mitigar os danos em caso de um ataque hacker e minimizar os riscos para os seus clientes.