O primeiro robô autônomo do mundo capaz de encontrar e consertar buracos sozinho usando inteligência artificial foi apresentado por cientistas britânicos.

O veículo criado pela empresa de tecnologia Robotiz3 é uma espécie de híbrido entre tanque e rolo compressor e será um aliado das autoridades no Reino Unido para melhorar a condição das estradas. 

Como o robô funciona?

  • Como mencionado antes, o veículo usa IA para analisar e corrigir a geometria dos buracos e coletar dados enquanto opera.
  • Seu algoritmo de previsão consegue até priorizar quais trechos da pista são mais problemáticos e precisam de manutenção preventiva.
  • A Robotiz3 afirma que a máquina reduzirá o tempo dos reparos, os custos, bem como o desperdício de material usado para tapar buracos e rachaduras.
Imagem: Divulgação

A empresa, que trabalhou com cientistas do Sci-Tech Daresbury (STFC) para criar o robô, também espera melhorar a vida útil e a segurança das estradas.

Estou extremamente orgulhoso de fornecer ao Robotiz3d o ambiente e o suporte para desenvolver e comercializar esta tecnologia com potencial de transformar a gestão e a segurança de estradas e rodovias

Paul Vernon, chefe do laboratório do STFC, ao The Sun

Segundo estimativas, os britânicos consertam quase 2 milhões de buracos por ano e gastaram pelo menos £1 bilhão em reparo nas rodovias nos últimos dez anos, mais de R$ 6 bilhões na cotação atual. No Brasil, a situação não é muito diferente e deve continuar piorando com o aumento do número de usuários nas estradas.

publicidade

Dados de preço e disponibilidade do robô em outros países ainda não foram revelados pelo fabricante.

Leia mais:

A escavadeira autônoma que constrói muros

Já deu para notar que a tecnologia dos veículos autônomos vai muito além dos carros e também será aplicada em outros segmentos da indústria, um exemplo é a construção civil. Pesquisadores do ETH Zurich, o Instituto de Tecnologia da Suiça, apresentaram uma novidade que pode mudar o jogo no setor: uma escavadeira que trabalha praticamente sozinha.