A Suécia está passando por uma série de greves nos últimos dias. As paralisações afetam a produção de carros elétricos da Tesla. Em função dos prejuízos causados, o dono da montadora, Elon Musk, entrou com um processo contra o governo sueco. A Justiça entendeu que o bilionário tem razão.

Leia mais

Entenda o caso

  • A greve começou no dia 27 de outubro e é liderada pelo sindicato IF Metall, que representa os metalúrgicos na Suécia e reivindica um acordo coletivo de trabalho com a Tesla.
  • Os grevistas se recusaram a fazer a manutenção dos carros da empresa e a paralisação interrompeu a produção de nove oficinas da montadora na Suécia.
  • Outros sindicatos, como os dos correios, dos portuários e dos profissionais de limpeza, aderiram ao movimento em solidariedade.
  • Como consequência, placas para a montagem de veículos elétricos não puderam ser entregues.
  • A agência de transporte recusou-se a entregar as placas por outros meios, dizendo que estava contratualmente obrigada a usar a PostNord, empresa estatal de correios.
  • As informações são do Valor Investe.
Tesla
Paralisação afeta produção de veículos da Tesla na Suécia (Imagem: Vitaliy Karimov/Shutterstock)

Elon Musk criticou paralisação

Em função dos prejuízos, Elon Musk processou o governo da Suécia, que é dono da empresa de correios PostNord e da Agência de Transportes. Horas depois, a Justiça determinou que a autoridade de transportes do país encontre uma maneira de receber as placas da empresa em até sete dias. Em caso de descumprimento da decisão, o governo receberá uma multa pesada.

Os trabalhadores metalúrgicos suecos tentam forçar a Tesla a assinar um acordo coletivo para mecânicos no país. A empresa, no entanto, adota uma política de não assinar acordos de negociação coletiva e afirma que os seus funcionários têm condições tão boas ou melhores do que as exigidas pelos sindicatos.

publicidade

Em uma rara manifestação pública sobre a situação, Elon Musk criticou a greve na Suécia. “Isto é uma loucura”, disse ele em uma publicação na rede social X, antigo Twitter.