A Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA), principal agência do Japão responsável pela pesquisa, desenvolvimento e implementação de tecnologia no espaço, revelou que foi atingida por um ataque hacker há poucos meses, conforme divulgou a Reuters. Segundo o órgão, as informações acessadas não incluíam nada importante para as operações de foguetes e satélites, mas vulnerabilidade foi explorada.  

O que você precisa saber: 

  • A agência espacial tomou conhecimento da possibilidade de acesso não autorizado após receber informações de uma organização externa — o nome da empresa não foi revelado; 
  • De acordo com a mídia japonesa, o ataque cibernético ocorreu durante o verão (entre junho e agosto). A polícia tomou conhecimento da invasão e notificou a JAXA recentemente; 
  • Um porta-voz da agência governamental se recusou a oferecer detalhes sobre como o ataque ocorreu e quais informações foram acessadas; 
  • Ele destacou que a investigação do caso ainda está em andamento. 

Leia mais! 

Havia a possibilidade de acesso não autorizado através da exploração da vulnerabilidade dos equipamentos de rede. 

Porta-voz da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA). 

Órgãos governamentais na mira dos hackers

publicidade

Vale lembrar que recentemente o centro de pesquisa nuclear Idaho National Laboratory (INL), um dos laboratórios do Departamento de Energia dos Estados Unidos, também foi vítima de uma violação de dados. 

O grupo de hackers SiegedSec assumiu a responsabilidade pelo ataque e disse que acessou dados confidenciais de funcionários.   

O SiegedSec já é conhecido entre autoridades do governo, isso porque o grupo comumente ataca organizações governamentais e afiliadas por razões políticas. Em outubro deste ano, os hackers também invadiram o sistema da OTAN no que foi considerado um “ataque de alto nível”.  

Na época, documentos internos do órgão foram vazados como retaliação contra países que estariam violando os direitos humanos.