Uma empresa de drones movidos a energia solar de alta altitude quer competir com a SpaceX no setor das comunicações. A AALTO HAPS Ltd., uma unidade da Airbus SE, pretende lançar a Zephyr, uma aeronave que pode voar dias seguidos e substituir torres de telefonia móvel em locais remotos ou em casos de desastres naturais.

Leia mais:

Concorrência para SpaceX?

  • A AALTO HAPS vai implementar a Zephyr a partir de quatro ou cinco bases ao redor do mudo. A primeira será no Quênia, de acordo com o diretor executivo da unidade, Samer Halawi, em entrevista.
  • Segundo ele, a intenção é fornecer conectividade móvel e serviços de observação da Terra em alta altitude.
  • A faixa em que os drones se posicionariam fica a cerca de 20 km acima da Terra. Os satélites da SpaceX, por exemplo, ficam a 550 km.
  • No entanto, a empresa afirma que os modelos Zephyr devem ser capazes de voar por até 200 dias e serem lançados sempre que necessário para substituir torres de telefonia móvel.
  • Além disso, a intenção é possibilitar a observação remota da Terra e transmitir imagens e vídeos em tempo real, dando a governos a chance de monitorar incêndios florestais, fronteiras e outras questões de segurança.

Lançamento da Zephyr

A companhia espera que o primeiro posto de lançamento no Quênia crie cerca de mil empregos. A intenção é vender os serviços para operadoras de telefonia móvel ao invés de clientes individuais.

Segundo o site Bloomberg, espera-se que as unidades sejam lançadas no início de 2024, começando as operações comerciais a partir do terceiro semestre. A AALTO já se reuniu com empresas de telecomunicações locais para oferecer os serviços, que cobririam cerca de 3% do Quênia, além de autoridades da aviação.

publicidade

A companhia ainda não recebeu autorização para voar, mas planeja construir de 50 a 72 unidades do Zephyr por ano para serem lançados quando tudo estiver pronto.