A missão Artemis 3, que visava retornar humanos à Lua pela primeira vez desde o programa Apollo, pode ser adiada para pelo menos 2027, conforme anunciado pela Agência de Responsabilidade Governamental dos Estados Unidos (GAO) na última quinta-feira (30 de novembro). Originalmente programada para dezembro de 2025, a missão enfrenta “múltiplos desafios” e um cronograma ambicioso.

De acordo com entrevistas com oficiais da NASA e do setor industrial, além de análises de documentação, a GAO identificou uma quantidade significativa de trabalho técnico pendente no Sistema de Pouso Humano (HLS), uma variante da nave Starship da SpaceX e principal meio de transporte para a superfície lunar. Destaca-se também o trabalho de design crucial para incorporar tanques de oxigênio maiores nos trajes espaciais.

Leia mais:

Os desafios que adiam a missão Artemis 3 da NASA

O HLS consumirá todo o seu propulsor apenas para alcançar a órbita, necessitando de reabastecimento antes de seguir para a Lua. O plano atual envolve um esforço de múltiplas etapas, incluindo o posicionamento de um depósito de combustível da Starship em órbita, seguido por vários tanques para transferir metano e oxigênio líquido, garantindo o reabastecimento total antes da viagem lunar.

publicidade

Sediado no Marshall Space Flight Center, em Alabama, o programa HLS ainda trabalha oficialmente com o lançamento em dezembro de 2025, visando completar seu desenvolvimento em 79 meses — cerca de um ano mais rápido que a média para grandes projetos da NASA, muitos dos quais não envolvem voos espaciais humanos.

Contudo, a GAO considera esse cronograma improvável, dado o complexo trabalho técnico remanescente, incluindo o desafio de transferir propulsor em órbita, tecnologia na qual a SpaceX tem feito progressos limitados.

Imagem: Vadim Sadovski – Shutterstock

O programa HLS e a SpaceX adiaram oito dos 13 marcos principais de seis meses a um ano, resultando em dois desses marcos sendo reagendados para 2025, o mesmo ano previsto para o lançamento da Artemis 3. Caso o desenvolvimento do lander HLS dure tanto quanto outros grandes projetos da NASA, a missão Artemis 3 ocorreria no início de 2027.

Outra preocupação urgente se relaciona com mudanças no design dos trajes espaciais desenvolvidos pela Axiom Space. A empresa, que alugará os trajes para a NASA nas missões de pouso lunar Artemis, apresentou um protótipo do traje este ano, mas ainda está nas fases iniciais de desenvolvimento. A NASA exige que a Axiom desenvolva um traje que ofereça 60 minutos de suporte vital de emergência, mas o design original não atendia a essa necessidade mínima para a missão Artemis 3.

A Axiom planeja rearranjar os componentes do traje para acomodar tanques de oxigênio maiores. Caso isso não seja possível, será necessário alterar o design atual, o que demandará mais tempo.

Se a NASA oficializar o adiamento do lançamento da Artemis 3 para 2027, isso representará um avanço de um ano em relação à meta original de 2028. A administração Trump havia estabelecido um prazo de 2024, que a NASA posteriormente ajustou para a estimativa atual de lançamento em dezembro de 2025. No entanto, já em junho de 2023, a liderança da agência apontou que os atrasos no desenvolvimento do HLS/Starship tornavam improvável que a Artemis 3 cumprisse esse cronograma.