O aguardado lançamento do modelo mais avançado de inteligência artificial (IA) do Google, chamado Gemini, foi postergado para o início de 2024. Duas fontes ouvidas pelo The Information, disseram, sob condiçãoo de anonimato, que o adiamento veio por conta de preocupações com a performance inconsistente da IA.

Para quem tem pressa:

  • O lançamento do Gemini, modelo avançado de IA do Google, foi adiado para início de 2024 devido a preocupações com a performance inconsistente com idiomas além do inglês;
  • Descrito como uma IA multimodal de próxima geração, o Gemini promete habilidades para compreender e gerar textos, imagens e outros conteúdos a partir de esboços ou descrições escritas;
  • As fontes ouvidas pelo The Information revelaram que o Gemini teve dificuldades ao responder comandos em idiomas diferentes do inglês, levando ao reagendamento discreto de eventos de lançamento previstos em várias cidades dos EUA.
  • Embora ainda não disponível publicamente, o Gemini é dito superior ao GPT-4 em termos de capacidade de computação e “habilidades”, gerando grande expectativa no setor.

O Gemini é descrito como a próxima geração de IA multimodal, capaz de processar diversos tipos de dados. Ele promete ter a habilidade de compreender e gerar textos, imagens e outros tipos de conteúdo a partir de esboços ou descrições escritas.

Leia mais:

Nova IA do Google adiada

Silhuetas de pessoas segurando notebook e celular e, ao fundo, a logomarca do Google
(Imagem: kovop/Shutterstock)

As fontes disseram ao The Information que o Gemini apresentou performance inconsistente ao responder prompts (comandos) e consultas em idiomas que não eram inglês. Os eventos de lançamento estavam programados para ocorrer na próxima semana em Nova York, Washington e Califórnia. E foram discretamente remarcados.

publicidade

Embora ainda não esteja disponível para uso público, diz-se que Gemini supera significativamente o GPT-4 da OpenAI, utilizando uma capacidade de computação muito maior que a de seu concorrente.

Sissie Hsiao, vice-presidente do Google e gerente do Bard e do Google Assistant, relatou impressões notáveis sobre o Gemini: “Eu vi coisas incríveis, como, por exemplo, eu estou tentando fazer um bolo, desenhe-me três imagens dos passos para confeitar um bolo de três camadas, e o Gemini realmente cria essas imagens”, disse.

Hsiao complementou: “São imagens totalmente novas. Não são fotos da internet. Ele é capaz de se comunicar em imagens com humanos agora, não apenas em texto.”

Embora o Google já possua seu próprio modelo de IA generativa chamado Bard, o ChatGPT tem feito mais sucesso entre o público. No entanto, analistas sugerem que isso pode mudar com o lançamento do Gemini.