Quem nunca sonhou em ficar milionário jogando na Mega-Sena? O matemático Stefan Mandel também tinha esse sonho e decidiu utilizar sua habilidade com os números para aumentar as chances de ganhar na loteria. Spoiler: ele conseguiu.

Mandel se formou em matemática e era doutor em economia. Esse conhecimento foi fundamental para que ele ganhasse 14 vezes na loteria em diversos países diferentes, acumulando um prêmio milionário (e diversas acusações de fraude).

Em 1970, o matemático começou a trabalhar em um método para ganhar na loteria. Ele usou suas habilidades para chegar a uma fórmula para quebrar o sistema. Depois de uma pesquisa minuciosa, o matemático criou um “algoritmo de escolha de números”, baseado em um método que ele chamou de “condensação combinatória”.

O algoritmo de Mandel funciona da seguinte maneira: ele divide os números possíveis para a loteria em grupos, de acordo com suas probabilidades de serem sorteados. Em seguida, ele gera um número de bilhetes para cada grupo, de modo que a probabilidade de ganhar o prêmio máximo seja alta.

publicidade

Mandel usou seu algoritmo para ganhar na loteria pela primeira vez na Austrália, em 1987. Ele ganhou o prêmio de 27 milhões de dólares australianos.

Algoritmo da loteria envolveu mais gente 

Obviamente ele não fez isso sozinho, para comprar a quantidade de bilhetes necessária para levar o prêmio ele precisou de dinheiro e conseguiu o apoio de diversos investidores.  Considerando que poderiam estar inserindo milhões de combinações diferentes, isso exigiu que ele criasse algoritmos para gerar e depois imprimir os bilhetes (o que algumas loterias permitiam na época).

Leia mais:

Mandel continuou a usar seu algoritmo para ganhar na loteria em vários países, incluindo a Austrália, a Nova Zelândia, a Rússia e os Estados Unidos. Ele ganhou um total de 14 vezes, incluindo o prêmio máximo de 19 milhões de dólares americanos na loteria de Nova Jersey em 1992.

Obviamente, nem sempre sua tática deu certo e ele chegou a ter problemas. Na Virgínia, nos Estados Unidos, a equipe do matemático, responsável por comprar milhares e milhares de bilhetes, conseguiu perder o que estava com os números corretos.

O homem foi preso várias vezes por suas atividades, mas nunca foi condenado por fraude. As autoridades alegaram que ele estava usando um esquema para enganar as loterias, mas Mandel sempre alegou que estava simplesmente usando suas habilidades matemáticas para aproveitar as probabilidades a seu favor.

Em 2013, Mandel foi expulso dos Estados Unidos por violar as leis de imigração. Ele atualmente mora em Vanuatu, uma pequena ilha no Pacífico.