Waymo, fabricante de carros autônomos de propriedade da Alphabet, anunciou que os robotáxis da empresa começarão a ser testados em rodovias de Phoenix, nos Estados Unidos. Este é mais um passo para oferecer o serviço para passageiros sem limitações (e com toda a segurança necessária).

Leia mais

publicidade

Testes em rodovias

  • Segundo a Waymo, as viagens em rodovia serão realizadas com um limitador de velocidade.
  • Essa opção será definida pelos próprios passageiros.
  • A empresa começará oferecendo os serviços de robotáxis apenas para funcionários e amigos deles.
  • Mais tarde, qualquer pessoas que tenha o aplicativo de transporte Waymo One poderá pedir viagens que passem por rodovias.
  • As informações são da The Verge.
Waymo
(Imagem: shutterstock/Sundry Photography)

Waymo quer aumentar possibilidades de viagens para passageiros

Atualmente, os veículos autônomos da Waymo não circulam em rodovias. Os robotáxis são liberados apenas para trafegar em vias de baixa velocidade por questões de segurança. No entanto, isso acaba aumentando o tempo de algumas viagens e até mesmo impossibilitando a realização de outras que não tenham uma alternativa que não passe por rodovias.

A empresa diz que, à medida que aumenta o número de quilômetros rodados nas rodovias, coletará dados e feedback de seus funcionários que usam os veículos como passageiros. A Waymo ainda destaca que espera fornecer, eventualmente, rotas mais rápidas que passem por rodovias, especialmente para os clientes que usam os veículos sem motorista para viajar para os aeroportos de Phoenix. Isso porque as viagens ao (ou do) aeroporto continuam sendo as mais rentáveis para qualquer serviço de transporte de passageiros.

publicidade

Não há uma previsão de quanto tempo os testes irão durar. Muitos especialistas apontam que os veículos autônomos ainda não são suficientemente seguros para trafegar em altas velocidades. Por isso, toda a precaução é importante. A própria Waymo já testou caminhões autônomos em rodovias no Texas, por exemplo. No entanto, se afastou desse serviço para focar apenas em viagens de passageiros.

Além disso, caso os testes sejam bem-sucedidos, isso representaria uma grande vantagem em relação à concorrente Cruise, que enfrenta uma série de dificuldades para continuar oferecendo seus serviços de robotáxis (saiba mais clicando aqui).