A Consumer Electronics Show (CES) de 2024 começou e, sem dúvidas, alguns dos stands mais movimentados do evento são os de bicicletas elétricas. Apesar dos preços assustarem (ainda mais para o Brasil, onde a tendência ainda não pegou), no geral, a expectativa para o setor é positiva.  

O que você precisa saber: 

  • A CES 2024 começou oficialmente na terça-feira (9) e vai até sexta-feira (12); 
  • Uma das expositoras de e-bikes que tem recebido muitas visitas é a Gowow, que apresentou a elétrica Ori (destacada na imagem); 
  • A bike tem design minimalista e acabamento voltado para ciclistas que buscam aventura, já que possui 100 km/h de velocidade máxima, 42 quilograma força-metro de torque, 100 quilos de carga máxima e 100 km de autonomia; 
  • No que diz respeito a bateria, o modelo pode ser recarregado em 3 horas e meia; 
  • Além da Gowow, a Cyrusher também trouxe à CES um cardápio completo. Foram diferentes modelos expostos, dos mais confortáveis aos mais aventureiros; 
  • Contudo, não foi apenas a supertecnologia das e-bikes que chamou atenção, o preço desses e outros tipos de veículos elétricos também impressionou — a partir de 7 mil reais os mais básicos e até 30 mil os topos de linha. 

Leia mais! 

Além das e-bikes, o portfólio da Cyrusher incluiu ainda skates e pranchas de snowboards e de surf. Tudo elétrico! O Cyrusher Ripple Electric Snowboard, aliás, vem chamando a atenção e ganhou espaço no noticiário recentemente. Ele chega a 50 km por hora, com 20 km de autonomia e custa a partir de 2500 dólares, ou seja, mais de 12 mil reais.  

publicidade

É verdade que no Brasil um snowboard não faria tanto sucesso por questões climáticas. Mas veículos elétricos como bicicletas e patinetes ainda não decolaram por aqui tanto como em outros países. E um dos motivos é o preço.  

Um modelo mais simples da Cyrusher beira os 7 mil reais, enquanto uma e-bike topo de linha vai para a casa dos 30 mil. Preço parecido com o da Gowow Ori, sendo essa a média do mercado. Assim, as inovações vistas na CES 2024 talvez não se popularizem tão cedo no Brasil. 

Mercado e-bikes: expectativa é positiva

De forma geral, no entanto, a expectativa do setor de e-bikes elétricas é muito positiva. No ano passado, um relatório publicado pela Fortune Business Insights destacou o enorme potencial para o mercado de bicicletas elétricas, que foi avaliado em US$ 37,4 bilhões em 2022. Em 2023, aumentou para mais de US$ 43 bilhões, e deverá subir para quase US$ 120 bilhões até 2030. 

De acordo com um estudo publicado pela Vantage Market Research, a região Ásia-Pacífico liderava o mercado de bicicletas elétricas em 2022, com 42,5% do mercado global, seguida pela Europa e América do Norte. 

Acho que há um futuro brilhante para bicicletas elétricas e veículos elétricos. Nós estamos sempre buscando pelo próximo produto, pela próxima aventura que podemos oferecer aos nossos clientes e amigos. Estamos muito animados e felizes por fazer parte desse movimento. É incrível. 

Jeff Flammer, porta-voz da Cyrusher, ao Olhar Digital. 

Vale pontuar que, como de costume, o Olhar Digital está na CES 2024 cobrindo e divulgando todas as informações do evento. Acompanhe nosso site e redes sociais para não perder nada!