O ano começou com más notícias para a exploração lunar. A tão aguardada Artemis 2, que teve sua tripulação revelada ano passado e estava marcada para 2024, foi adiada para o ano que vem. Por consequência, a Artemis 3, que deve colocar astronautas na Lua pela primeira vez neste milênio, também não vai acontecer na data prevista. Para completar, a sonda privada Peregrine, que estava a caminho do solo lunar, não vai chegar ao seu destino.

O motivo dado pela NASA para o adiamento é a segurança dos astronautas. A agência afirma que alguns recursos vão precisar de mais tempo de ajuste. Junte isso a problemas de financiamento e as explosões da Starship (que será usada na Artemis 3 como “elevador lunar”) e temos uma missão adiada. 

Já a sonda Peregrine, que deveria ter sido lançada no Natal, teve um lançamento espetacular no último dia 8 a bordo do foguete Vulcan Centaur, mas a alegria durou pouco, algumas horas depois e já surgiram as primeiras informações sobre os problemas com o módulo que estava a caminho da Lua.

O que exatamente está acontecendo com a exploração lunar? E o que devemos esperar no próximo ano? Será que o retorno à Lua está ameaçado? O Olhar Espacial desta sexta-feira (12) responde essa e outras perguntas com a presença de um convidado especial: o especialista em astronáutica Pedro Pallotta, CEO do Grupo do Space Orbit, composto pelos canais Space Orbit e Cortes do Space Orbit no YouTube, a Loja do Fogueteiro e o app Quando Lança.

publicidade
O especialista em astronáutica Pedro Pallotta é o convidado do Programa Olhar Espacial desta sexta-feira (5). Crédito: Arquivo pessoal

Leia mais

Como assistir ao Programa Olhar Espacial

Apresentado por Marcelo Zurita, presidente da Associação Paraibana de Astronomia – APA; membro da SAB – Sociedade Astronômica Brasileira; diretor técnico da Rede Brasileira de Observação de Meteoros – BRAMON e coordenador nacional do Asteroid Day Brasil, o programa é transmitido ao vivo, todas às sextas-feiras, às 21h (horário de Brasília), pelos canais oficiais do veículo no YouTubeFacebookInstagramTwitter (X)LinkedIn e TikTok, além do canal por assinatura Markket (611-Vivo, 56 -Sky e 692-ClaroTV).