A Nova Zelândia, um país insular exuberante no Pacífico Sul, é o lar dos maoris, uma civilização indígena que contribuiu significativamente para a riqueza cultural do país. Com uma história rica e tradições únicas, os maoris desempenham um papel vital na identidade da Nova Zelândia. Confira agora 5 curiosidades fascinantes sobre a cultura maori.

Leia também:

1. Saudação maori: toque frontal e nasal

Cumprimento da cultura maori
Imagem: WWP/Reprodução

Uma das tradições mais distintas da cultura maori é sua forma única de cumprimento, que envolve o toque frontal e nasal. Ao se encontrarem, os maoris pressionam suas testas e narizes juntos, uma saudação conhecida como “hongi”.

Esta prática não apenas simboliza a conexão espiritual entre as pessoas, mas também representa a troca de almas. A saudação “hongi” é um ato sagrado que transcende o simples gesto de cumprimento, refletindo a importância da espiritualidade na cultura maori.

publicidade

2. Pounamu: a pedra preciosa da cultura maori

Imagem: An Eye 4 Art/Divulgação

Conhecido como “pounamu” em maori, o greenstone é uma pedra preciosa de grande significado cultural. Extraída de determinadas regiões da Nova Zelândia, essa pedra desempenha um papel crucial em rituais, presentes e objetos de significado espiritual.

O pounamu é frequentemente esculpido em designs intricados, representando símbolos e histórias importantes para a cultura maori e seu povo. Além de sua beleza estética, essa pedra é reverenciada como um vínculo com os ancestrais e um meio de canalizar a energia espiritual.

3. Gastronomia maori: culinária cozida sob a terra

Hangi, modo de fazer comida na cultura maori
Imagem: Sarah Stewart/Flickr

A culinária maori é uma expressão única da relação íntima deles com a natureza. Um aspecto notável é o método de cozimento conhecido como “hangi”. Nesse processo, os alimentos são preparados e cozidos sob a terra, aproveitando o calor geotérmico natural da Nova Zelândia.

Carne, vegetais e até mesmo pães são envolvidos em folhas e colocados em poços pré-aquecidos, onde o calor da terra e das pedras quentes cria uma refeição suculenta e cheia de sabor. Essa prática não apenas oferece uma experiência culinária única, mas também destaca a conexão profunda dos maoris com a terra que os rodeia.

4. Protocolos formais da cultura maori

Imagem: Governor General of New Zealand/Reprodução

Participar de uma reunião maori vai além de simplesmente chegar ao local. Antes de entrar em um espaço sagrado, é crucial receber uma saudação formal conhecida como “powhiri”. Esse ritual de boas-vindas envolve uma série de protocolos, incluindo cantos, danças e discursos.

O “powhiri” é uma manifestação da hospitalidade maori e uma maneira de garantir que os visitantes sejam aceitos de maneira apropriada. Esse processo ritualístico não apenas estabelece uma conexão entre os presentes, mas também respeita as tradições ancestrais que permeiam a sociedade maori.

5. Tatuagens maori: cada desenho é único

Homem maori com tatuagens no rosto
Imagem: Smoteymote/Reprodução

As tatuagens são uma das principais características da cultura maori, conhecidas como “ta moko”, são uma forma intrincada de expressão artística e cultural. Cada tatuagem é única, contando a história e a linhagem de quem a usa.

As tatuagens são esculpidas na pele usando cinzéis, refletindo não apenas a coragem do portador em suportar a dor, mas também seu status, origens e conquistas. As “ta moko” são uma forma de linguagem visual que transcende as barreiras do tempo, contando histórias que são transmitidas de geração em geração. Essa prática de marcação corporal é mais do que um adorno estético; é uma narrativa viva da identidade maori.

Conclusão

Desde suas saudações únicas até práticas culinárias inovadoras, o povo e a cultura maori desempenha um papel central na preservação da identidade cultural do país. Ao explorar essas curiosidades, mergulhamos nas tradições, valores e rituais que tornam os maoris uma civilização verdadeiramente fascinante.