Lançado há exatamente um mês, o Celular Seguro, aplicativo do governo federal que visa inibir roubos e furtos de smartphones, ultrapassou os 12 mil alertas de roubo ou perda, com bloqueio definitivo de aparelhos em vários estados diferentes — com destaque para São Paulo e Rio de Janeiro. 

Para quem tem pressa: 

publicidade
  • Segundo o Ministério da Justiça, entre 19 de dezembro de 2023 a 17 de janeiro de 2024, o aplicativo contou com 1,2 milhão de usuários cadastrados, 925.355 telefones registrados e 855.982 pessoas de confiança cadastradas; 
  • O principal motivo de bloqueio foi roubo (5.231 ocorrências), seguido de furto (3.797), perda (2.447) e outros (589); 
  • Ao menos 23% de todos os usuários não cadastraram nenhum celular — o número baixou em comparação a dezembro de 2023; 
  • Entre os estados com mais registros estão São Paulo (3.150), Rio de Janeiro (1.508), Bahia (889), Pernambuco (867) e Minas Gerais (745). 

Leia mais! 

Conforme divulgado pelo G1, a maior concentração de pedidos de bloqueio ocorreu na semana das festas de fim de ano, indo para 1.100 registros a partir do dia 20 de dezembro. O segundo pico de ocorrências foi no dia 27 de dezembro, com 746 pedidos. 

publicidade

No início de janeiro, após o período de festas, o app já tinha atingido mais de um milhão de cadastros e recebido mais de sete mil alertas de perda, roubo ou furto. 

O que é o Celular Seguro? 

O programa Celular Seguro possibilita às vítimas de furto e roubo de dispositivos móveis bloquear o aparelho e aplicativos digitais em poucos cliques. Não há limite para o cadastro de números, mas eles precisam estar vinculados ao CPF do titular da linha para o bloqueio ser efetivado.  

publicidade

Cada pessoa cadastrada no Celular Seguro pode indicar pessoas da sua confiança, que estarão autorizadas a efetuar os bloqueios, caso o titular tenha o celular roubado, furtado ou extraviado. Também é possível que a própria vítima bloqueie o aparelho acessando o site por um computador. 

A ferramenta está disponível para Android, iPhone (iOS) e navegadores como Google Chrome e Microsoft Edge através do site oficial do Gov. Vale pontuar que, para acessar o serviço, é necessário efetuar login com sua conta do portal. 

publicidade

Importante mencionar que o bloqueio do seu smartphone pelo Celular Seguro é irreversível. Quando foi lançado, usuários relataram problemas por, ao testar o serviço de bloqueio, perderem o acesso ao telefone. O aplicativo visa inutilizar aparelhos de forma simples, mas não tem como voltar atrás. Veja mais aqui