A disputa pelo mercado de veículos elétricos está cada vez mais acirrada. Em busca de novos compradores, montadoras estão oferecendo preços cada vez mais baixos. Mas esses descontos podem acabar trazendo impactos negativos para os fabricantes. O CEO da Stellantis, Carlos Tavares, por exemplo, afirmou que o cenário pode resultar em um “banho de sangue”.

Leia mais

Vídeo relacionado

Veículos elétricos e os descontos cada vez maiores

  • As declarações de Tavares acontecem após a Tesla, de Elon Musk, anunciar o corte no preço de alguns modelos.
  • Mas outras montadoras têm seguido neste mesmo caminho.
  • É o caso da Renault, que reduziu o preço do Megane E-Tech elétrico em mais de 5.300 euros (mais de R$ 28 mil).
  • Além disso, a forte entrada de empresas chinesas como a BYD em diversos mercados obrigou que outras montadoras também diminuíssem os preços para concorrer com os valores mais atrativos oferecidos pelas rivais asiáticas.
  • De acordo com o CEO da Stellantis, grupo que detém o controle de marcas como Fiat, Peugeot e Jeep, “será uma corrida para o fundo do poço e isso terminará em banho de sangue”.
  • As informações são da Reuters.
Veículo elétrico
Veículo elétrico (Imagem: JC_STOCKER/ Shutterstock)

Lucro das montadoras também está caindo?

Nas declarações, Tavares ainda disse que os maiores descontos estão reduzindo o lucro das empresas. No entanto, os últimos balanços da Tesla e da BYD, por exemplo, indicam o contrário.

As duas montadoras, que dominam o mercado de veículos elétricos atualmente, apresentaram aumento nos lucros nos últimos anos. A grande questão, segundo especialistas, é que outras empresas não estão conseguindo competir com as líderes do segmento, ficando cada vez mais para trás.

publicidade

Em 2022, a Stellantis comercializou 6 milhões de veículos elétricos, atingindo um incremento nas receitas de 26% em comparação ao ano de 2021. Os números apontam para uma margem de lucro líquido por veículo três vezes inferior a da Tesla no mesmo período, bem como um ritmo de crescimento praticamente cinco vezes menor do que a empresa de Elon Musk.