A Microsoft agora deixa rodar Windows 11 em modelos mais recentes do Mac – aqueles com chips da Apple (M1, M2 ou M3). Até então, quem tivesse esses Macs e quisesse usar o sistema da Microsoft precisava usar emuladores ou programas de virtualização. Isso porque o programa Boot Camp, usado para instalar o Windows, só funciona em modelos de 2020 para trás, que têm processador da Intel.

Para quem tem pressa:

  • A Microsoft agora permite que os modelos recentes de Mac com chips Apple (M1, M2, M3) rodem o Windows 11 – avanço significativo para usuários de Mac que antes dependiam de emuladores ou programas de virtualização para usar o sistema operacional da Microsoft;
  • Dois métodos são oficialmente suportados pela Microsoft para rodar o Windows 11 em Macs com chips ARM: o Windows 365 Cloud PC e o Parallels Desktop (versões 18 e 19), segundo informações no site de suporte da empresa;
  • O Parallels Desktop permite a criação de máquinas virtuais para executar as versões ARM do Windows 11 Pro e Enterprise, mas apresenta limitações como a incapacidade de executar virtualização aninhada e de suportar versões ARM de 32 bits do Windows;
  • Já o Windows 365 Cloud PC da Microsoft viabiliza a transmissão de uma versão completa e personalizada do Windows 11 para Macs com chips ARM, contornando as limitações do Parallels Desktop – mas é voltado para uso empresarial.

Agora, a Microsoft apoia oficialmente dois métodos para usuários executarem o Windows 11 nos computadores com chips ARM (os da Apple), conforme publicado no site de suporte da empresa de Bill Gates. Um deles é o Windows 365 Cloud PC, enquanto o outro é o Parallels Desktop (versões 18 e 19).

Leia mais:

Windows nos novos Macs: como funciona

Mac com Windows 11 instalado
(Imagem: rawf8/Shutterstock)

Os usuários podem instalar o Parallels Desktop e criar uma máquina virtual para executar as versões ARM do Windows 11 Pro e Enterprise. Contudo, as versões ARM do Windows 11 apresentam limitações que afetam a capacidade de executar determinados jogos, aplicativos e hardwares.

publicidade

Além disso, o Parallels Desktop tem suas próprias limitações. Uma delas é a incapacidade de executar recursos que dependem de virtualização aninhada (é como ter um computador dentro de outro computador). Outra é não suportar versões ARM de 32 bits do Windows porque a Microsoft encerrou o suporte a esses aplicativos.

Já o Windows 365 Cloud PC da Microsoft, uma solução interna, permite que usuários de Mac com chips ARM transmitam uma versão completa e personalizada do Windows 11 – ou seja, oferece recursos ausentes no Parallels. Atualmente, o Windows 365 Cloud PC é voltado para empresas ao invés de usuários individuais.

Alguns usuários de Mac se opõem à ideia de executar o Windows em seus dispositivos. Mas a bênção da Microsoft para rodar seu sistema em Macs será útil para quem quiser (ou precisar) testar programas do Windows 11 ou usar aplicativos sem suporte nativo para Mac.