A VF Corp, companhia que é dona da marca Vans, assim como de outras como North Face, Timberland e Dickies, informou que um ataque cibernético sofrido em dezembro causou uma violação de dados que chegou a afetar cerca de 35,5 milhões de clientes. As informações são do portal Engadget.

Leia mais:

Quem já comprou em alguma das marcas da companhia pode ter seus dados expostos. Apesar disso, a VF Corp garante que esse incidente não vai prejudicar seu desempenho financeiro.

Os consumidores foram alertados pela empresa que ataques cibernéticos sofridos no final do ano passado poderiam impactar no atendimento dos pedidos de fim de ano. O anúncio classificou o ocorrido como “ocorrências não autorizadas” que causaram interrupções operacionais nos sistemas de TI da companhia.

publicidade

Ainda não se sabe exatamente quais foram as informações vazadas aos hackers

  • Já havia a suspeita de que informações pessoais teriam sido roubadas pelos criminosos que realizaram o ataque;
  • Agora, a VF Corp esclarece a extensão do ataque e quantos consumidores foram afetados.
  • No entanto, não ficou esclarecido pela empresa quais tipos de dados os hackers roubaram.

No documento em que divulga a ocorrência do ataque cibernético, a VF Corp garante, ao menos, que números de previdência social dos clientes, informações de contas bancárias ou de cartões de banco não eram coletados por eles. Portanto, não estariam no banco de dados para serem roubados. Também não há evidência de que senhas foram roubadas, segundo a empresa.

A VF Corp também não confirmou quem estava por trás do ataque cibernético. Os invasores foram descobertos por volta do dia 13 de dezembro, e foram expulsos dos sistemas de TI da empresa dois dias depois.

Ainda no documento sobre o incidente, a empresa garante que “restaurou substancialmente os sistemas e dados de TI afetados pelo incidente cibernético”.