O TikTok parece estar disposto a concorrer com o YouTube. A empresa chinesa está testando a possibilidade de usuários enviarem vídeos de até 30 minutos na plataforma. Isso afastaria cada vez mais a rede social do formato de vídeos curtos que a tornou popular no mundo todo.

Leia mais

Teste estaria disponível apenas para alguns usuários

  • A nova opção está disponível na versão beta do aplicativo para iOS e Android em alguns países, caso do Reino Unido.
  • O TikTok não confirma oficialmente a realização dos testes.
  • No entanto, esse parece ser um movimento natural da empresa.
  • As informações são do TechCrunch.
Celular com logotipo do TikTok na tela em cima do logotipo da ByteDance
(Imagem: Ascannio/Shutterstock)

TikTok x YouTube

O TikTok ganhou popularidade por seu formato de vídeos curtos, mas lentamente vem possibilitando conteúdos maiores. Depois de aumentar o limite de 15 segundos para um minuto, a rede social depois expandiu essa capacidade para três minutos e, em seguida, 10 minutos. Há alguns meses começaram os testes para um limite de upload de vídeos de até 15 minutos.

A mudança tem colocado o TikTok em um cenário de concorrência cada vez mais direta com o YouTube. A empresa chinesa também tem buscado atrair criadores de vídeos de formato mais longo que normalmente postam conteúdo no rival.

publicidade

A expansão do limite para 30 minutos possibilitaria que a rede social chinesa atraía vídeos de receitas culinárias, tutoriais de beleza, conteúdo educacional e esquetes de comédia. Além disso, episódios completos de programas de TV também podem ganhar espaço.

No ano passado, o Peacock disponibilizou o primeiro episódio de “Killing It” para assistir gratuitamente no TikTok, mas ele foi dividido em cinco partes. Talvez já pensando nisso a rede social também vem se preparando para tornar vídeos mais longos mais fáceis de assistir, já que a empresa está testando um modo de tela cheia horizontal em algumas regiões.

Além do movimento dos chineses em direção ao YouTube, o contrário também vem acontecendo. A rede social comandada pelo Google anunciou recentemente a ferramenta Shorts, destinada à vídeos mais curtos, assim como aqueles que marcaram a criação do TikTok.