O mercado financeiro reagiu negativamente após o alerta de Elon Musk de que o crescimento nas vendas de veículos elétricos da Tesla deve desacelerar este ano. As ações da empresa chegaram a cair mais de 10%, representando uma perda de cerca de 50 bilhões de dólares (quase R$ 250 bilhões) no valor de mercado da companhia.

Leia mais

Explicações da Tesla

  • A projeção negativa de Elon Musk acontece apesar dos cortes de preços de alguns modelos de veículos elétricos da empresa.
  • A situação já havia deixado em alerta alguns investidores.
  • Musk explicou que o crescimento será “notavelmente menor”, ​​uma vez que a Tesla está se concentrando em um veículo elétrico de próxima geração a ser produzido em sua fábrica no Texas, nos Estados Unidos, no segundo semestre de 2025.
  • De acordo com ele, o novo modelo deve desencadear o próximo boom nas entregas quando for lançado.
tesla_musk
(Imagem: kovop/Shutterstock)

Setor de veículos elétricos enfrenta momento de instabilidade

As ações da Tesla já caíram mais de 15% neste mês de janeiro. Segundo analistas, a receita e o lucro da empresa no quarto trimestre de 2023 ficaram abaixo das expectativas, resultando nessa queda no valor dos papéis.

As ações de outros fabricantes de veículos elétricos com Rivian, Grupo Lúcido e Fisker também recuaram. A indústria de veículos elétricos tem enfrentado grandes desafios em função da desaceleração na demanda há mais de um ano. Neste cenário, os cortes de preços de alguns modelos da Tesla provavelmente irão piorar a pressão sobre startups e montadoras como a Ford.

publicidade

Além disso, o aumento da concorrência da BYD e de outras montadoras chinesas também pressionam o mercado. As informações são da Reuters.