Na última sexta-feira (26), o Microsoft Teams enfrentou uma paralisação que afetou muitos usuários ao redor do mundo. Alguns não conseguiam usar o serviço, enquanto outros tiveram atrasos em mensagens, havendo também aqueles que encontraram dificuldades na visualização gráfica.

Para quem tem pressa:

publicidade
  • O Microsoft Teams é um aplicativo de mensagens e videoconferência usado por mais de 320 milhões de pessoas por mês no mundo todo;
  • Na sexta-feira, o serviço apresentou instabilidade, chegando a bloquear o acesso de alguns usuários;
  • A situação teve início em torno da hora do almoço só foi normalizada perto das 22h (pelo horário de Brasília).

Tudo começou por volta das 13h (pelo horário de Brasília), e a situação se agravou rapidamente. A Microsoft explicou no X (antigo Twitter) que havia um “problema de rede” afetando parte do Teams. Para lidar com isso, eles mudaram alguns serviços para sistemas de backup. 

Às 15h30, um dos posts de atualização de status no X informou que a transição de backup estava concluída em algumas regiões da Europa, África e Oriente Médio, mas ainda em andamento para as Américas do Norte e do Sul.

publicidade

Leia mais:

Usuários reclamam que Microsoft Teams só voltou a funcionar depois do expediente de trabalho

Usuários dos EUA continuaram reclamando, alguns sendo sarcásticos por agradecer à Microsoft por resolver o problema quando o dia de trabalho já havia terminado em algumas regiões. A empresa admitiu que a mudança para o backup não resolveu imediatamente todos os problemas, mas disse que eles estavam tentando reduzir o impacto rapidamente.

publicidade

A Microsoft compartilhou mais detalhes em um documento disponível no Microsoft 365, no qual relatou várias falhas causadas pela interrupção, como dificuldades para fazer login, mensagens atrasadas e problemas ao acessar imagens, vídeos e outros tipos de mídia.

Pouco antes das 18h30, a empresa revelou que seus esforços para contornar os problemas causaram complicações no backend do sistema, “limitando” o tráfego de dados. Às 19h02, reconheceram que muitos clientes ainda estavam sendo afetados, mas notaram uma redução nos erros e um aumento na disponibilidade do serviço. 

publicidade

De acordo com o DownDetector, plataforma online que fornece informações em tempo real sobre o status de vários sites e serviços, os problemas relatados diminuíram e estavam próximos aos níveis normais por volta das 21h45.