O X (Twitter) anunciou a formação de um novo “centro de excelência em confiança e segurança” que demandará a contratação de ao menos 100 moderadores de conteúdo até o final do ano. Segundo o chefe de operações comerciais da rede social, Joe Benarroc, o escritório ficará em Austin, Texas, e se concentrará em impedir a propagação de materiais de exploração sexual infantil (CSE). 

O que você precisa saber: 

  • A notícia chega enquanto o X se prepara para enfrentar o Senado dos EUA em uma audiência na quarta-feira (31); 
  • A presidente-executiva do X, Linda Yaccarino, deve testemunhar, com os CEOs da Meta Platforms, Snap, TikTok e Discord, sobre a exploração sexual infantil online; 
  • Segundo Benarroch, são 100 cargos, que deverão ser preenchidos até o final deste ano; 
  • O novo centro de Austin também auxiliará a empresa a combater outros tipos de conteúdo prejudicial, como discurso de ódio e postagens violentas. 

Leia mais! 

O X não tem uma linha de negócios focada em crianças, mas é importante que façamos esses investimentos para continuar impedindo que infratores usem nossa plataforma para qualquer distribuição ou envolvimento com conteúdo CSE. 

Joe Benarroc, chefe de operações comerciais do X, à Bloomberg. 

Vale lembrar que, desde que adquiriu o X, na época ainda Twitter, em 2022, Elon Musk vem recebendo diversas críticas por sua gestão. 

publicidade

Uma de suas medidas, baseada em sua filosofia de liberdade de expressão, ocasionou justamente o engavetamento da área de Confiança e Segurança, causando a insatisfação de reguladores de todo o mundo sobre seus esforços no combate à desinformação e conteúdo prejudicial. 

Para além também dos problemas técnicos e demissões em massa, há ainda a instabilidade financeira da plataforma. A empresa enfrenta uma crise na área de publicidade — mais de 200 empresas deixaram de anunciar na rede social. Segundo o New York Times, a mídia social encerrou o ano de 2023 com prejuízos