Se você já se perguntou por que seus ossos estalam, saiba que não está sozinho. O som peculiar que ocorre ao mover algumas articulações, como os dedos, joelhos ou pescoço, ou até de forçá-las propositalmente, é uma experiência comum para muitas pessoas. Mas por que isso acontece? É prejudicial? Quando é motivo de preocupação? Vamos entender tudo isso agora.

Leia também:

O fenômeno do estalido ósseo

Antes de mergulharmos nas razões por trás dos estalidos ósseos, é importante entender o que realmente está acontecendo durante esse processo. As articulações são compostas por ossos, ligamentos, tendões e uma substância viscosa chamada líquido sinovial. Este líquido age como um lubrificante, permitindo que as articulações se movam suavemente.

Quando você move uma articulação, a pressão no líquido sinovial muda, causando a liberação de gases dissolvidos na forma de pequenas bolhas. Essas bolhas colapsam rapidamente, resultando no som característico do estalo. Esse processo é conhecido como cavitação.

publicidade

As articulações que mais comumente produzem estalidos são os dedos, joelhos, cotovelos, ombros, e pescoço, que você deve reparar, inclusive, que são as partes do seu corpo que mais comumente estalam. No entanto, vale ressaltar que nem todo mundo é capaz de produzir esses sons, e a capacidade de ter articulações estalantes pode variar de pessoa para pessoa e não necessariamente há algo errado nisso.

Imagem: Reprodução

Por que nossos ossos estalam?

Existem várias razões pelas quais os ossos estalam, e algumas delas incluem a liberação de gases, alterações na pressão articular, liberação de tensão nos ligamentos e tendões, e condições médicas como artrite, que podem contribuir para os estalidos nas articulações. A cavitação, que ocorre quando gases dissolvidos no líquido sinovial são liberados durante o movimento da articulação, é o motivo principal por trás do som de estalo.

Mudanças na pressão dentro da articulação, seja devido ao movimento ou posicionamento, podem desencadear a formação e colapso das bolhas de gás, resultando nos estalidos. O estalido também pode ocorrer quando há uma rápida liberação de tensão nos ligamentos e tendões que cercam a articulação, sendo mais comum em articulações como os dedos e o pescoço.

Em alguns casos, condições médicas, como artrite, podem aumentar a probabilidade de cavitação devido à inflamação e irregularidade nas superfícies articulares. Embora o estalido dos ossos seja geralmente inofensivo, é crucial estar atento a sinais de alerta, como dor persistente, inchaço e limitação de movimento, que podem indicar problemas mais sérios.

A prevenção, por meio de um estilo de vida saudável, exercícios regulares e cuidados médicos quando necessário, é fundamental para garantir a saúde óssea e articular a longo prazo. Consulte um profissional de saúde se estiver preocupado com o estalido dos ossos ou se estiver enfrentando sintomas associados. Afinal, a atenção à saúde óssea é essencial para desfrutar de uma vida ativa e sem desconfortos desnecessários.

os ossos estalam quando fazemos certos movimentos
Imagem: Reprodução

É prejudicial? Quando se torna preocupante?

A grande maioria das vezes, o estalido dos ossos não é prejudicial e não indica um problema de saúde subjacente. Na verdade, muitas pessoas vivem com articulações estalantes ao longo de suas vidas sem experimentar problemas significativos. No entanto, há situações em que o estalido pode ser um sinal de algo mais sério. Vamos analisar quando o estalido pode ser motivo de preocupação:

  • Dor associada:
    Se os estalidos são acompanhados de dor persistente, é importante procurar orientação médica. A dor pode indicar lesões nos ligamentos, tendões ou superfícies articulares.
  • Inchaço e inflamação constantes:
    A presença contínua de inchaço e inflamação ao redor de uma articulação estalante pode ser um sinal de uma condição subjacente, como artrite.
  • Restrição de movimento:
    Se o estalido vem acompanhado de uma redução significativa na amplitude de movimento da articulação, isso pode indicar problemas estruturais que precisam ser avaliados por um profissional de saúde.
  • Lesões recentes:
    Se você começou a experimentar estalidos após uma lesão recente, especialmente se houver inchaço e dor, é crucial procurar atendimento médico para descartar lesões graves.
  • Persistência em outras idades:
    Embora seja comum que crianças e adolescentes tenham articulações estalantes devido ao crescimento e desenvolvimento, a persistência desses sons em idades mais avançadas pode justificar uma avaliação médica.

Como prevenir problemas articulares e ósseos?

Embora o estalido dos ossos geralmente não seja motivo de preocupação, há algumas práticas que podem ajudar a manter a saúde articular e óssea, em geral:

  • Exercícios regulares:
    A prática regular de exercícios pode fortalecer os músculos ao redor das articulações, proporcionando estabilidade e reduzindo o risco de lesões.
  • Manter um peso saudável:
    O excesso de peso pode aumentar a carga nas articulações, contribuindo para o desgaste e o desenvolvimento de problemas articulares. Manter um peso saudável é crucial para a saúde óssea.
  • Postura adequada:
    Manter uma boa postura ao sentar, ficar em pé e realizar atividades diárias pode ajudar a distribuir uniformemente o peso e reduzir a pressão sobre as articulações.
  • Evitar movimentos repetitivos excessivos:
    Se envolver em movimentos repetitivos excessivos pode aumentar o desgaste nas articulações. Faça pausas regulares e ajuste suas atividades para evitar estresse excessivo nas articulações.
  • Consulta médica regular:
    Exames médicos regulares podem ajudar a identificar precocemente problemas articulares ou ósseos, permitindo intervenções antes que se tornem mais graves.

Em suma, o estalido dos ossos é um fenômeno comum e geralmente inofensivo. A cavitação nas articulações é uma explicação científica para esse som peculiar que muitos de nós experimentamos ao longo da vida. No entanto, é crucial estar atento aos sinais de alerta, como dor persistente, inchaço e limitação de movimento, que podem indicar problemas mais sérios.

Manter um estilo de vida saudável, incluindo exercícios regulares, uma dieta equilibrada e a busca por cuidados médicos quando necessário, são passos essenciais para garantir a saúde óssea e articular a longo prazo. Se você estiver preocupado com o estalido de seus ossos ou estiver enfrentando sintomas associados, consulte um profissional de saúde para avaliação e orientação adequadas.