O veículo elétrico futurista lançado pela startup californiana Aptera em 2007 finalmente está a caminho da produção. Após um ano de esforço de crowdfunding, os primeiros 2.000 slots de produção do Aptera Launch Edition, carro movido a energia solar, foram completamente reservados.

Com um visual digno de um filme de ficção científica, o veículo para dois passageiros foi projetado para ser muito mais do que um atrativo de linhas suaves e formato aerodinâmico de gota d’água. Ele foi desenvolvido visando uma resistência ao ar mínima e eficiência máxima de combustível.

Leia mais:

(Imagem: Aptera / Divulgação)

Tentativas anteriores

  • O modelo original Typ-1 estava planejado em duas variantes — um híbrido e um totalmente elétrico.
  • O primeiro ostentava uma economia de combustível de aproximadamente 483 km por galão, enquanto o segundo tinha uma autonomia por carga superior a 190 km e uma velocidade máxima em torno de 145 km/h.
  • Células solares embutidas no teto forneciam energia suficiente para um sistema de controle climático sempre ligado.
  • O veículo elétrico de três rodas e tração dianteira avançou para o protótipo de pré-produção no início de 2009, mas atrasos inevitáveis começaram a surgir.
  • Em 2011, a empresa ficou sem recursos de desenvolvimento e teve que fechar suas portas.
  • Uma nova tentativa de levar os modelos elétricos e híbridos Aptera para produção foi feita alguns anos depois, após a aquisição da propriedade intelectual da empresa pelo grupo chinês Zhejiang Jonway. No entanto, pouco aconteceu.

Versão atual

Os fundadores originais recuperaram tudo em 2019, reiniciando o caminho para a produção. Ao iniciar a vital arrecadação de fundos novamente, a equipe introduziu uma nova versão “never charge” da Aptera — um veículo solar-elétrico com autonomia projetada de até 1.600 km com uma carga completa de suas baterias.

publicidade

As 180 células fotovoltaicas integradas ao corpo foram esperadas para colher energia solar suficiente para até 72,4 km de viagem diária sem precisar ser conectado à tomada. A empresa fechou acordo com a eslovena Elaphe para motores elétricos nas rodas em 2022, junto com baterias da Eve Energy e células solares da Maxeon Solar Technologies.

(Imagem: Aptera / Divulgação)

Em janeiro de 2023, a Aptera revelou sua edição de lançamento com um corpo composto “ultra-leve” apresentando 700 watts de células solares, um coeficiente de arrasto de 0,13, um motor em cada roda prometendo uma aceleração para 160 km/h em quatro segundos e uma velocidade máxima de 162,5 km/h, além de uma autonomia por carga de 643 km proveniente de baterias agora fornecidas pela CTNS.

A revelação foi seguida rapidamente por um Programa de Aceleração, no qual os primeiros adotantes foram convidados a investir pelo menos US$ 10.000 para garantir os primeiros 2.000 slots de reserva. Esse esforço de financiamento foi concluído, com mais de US$ 33 milhões adicionados a um montante de financiamento de mais de US$ 100 milhões arrecadado pela empresa nos últimos dois anos.

O dinheiro será utilizado para “a aquisição de ferramentas de baixo volume e a construção dos primeiros veículos da empresa destinados a testes e validação.” Novas rodadas de financiamento serão realizadas para levar o veículo à produção em grande escala.

(Imagem: Aptera / Divulgação)

O período do Acelerador para a Launch Edition pré-configurada agora está encerrado, mas os interessados ainda podem pagar US$ 100 para reservar um futuro Aptera SEV de produção, que pode incluir opções personalizadas como cores internas/externas, autonomia da bateria, configuração do painel solar e tipo de tração. O preço atual é de US$ 33.200.

Graças ao nosso movimento de mobilidade solar, estamos mudando como ideias que moldam o mundo se concretizam. Não apenas como são financiadas, mas como comunidades são construídas ao redor delas para garantir um impacto positivo em nossa sociedade e planeta. Quando lançamos a Aptera como uma empresa de mobilidade solar, ficamos impressionados com o apoio esmagador de milhares de futuros proprietários da Aptera. Com mais de 46.000 detentores de reservas, estamos dedicados a garantir os fundos restantes necessários para uma produção escalonável em grande volume de nosso veículo solar elétrico.

Chris Anthony, co-fundador e co-CEO da empresa