Algumas startups de mobilidade aérea urbana ainda produzem apenas ilustrações de suas aeronaves elétricas que decolam e pousam na vertical (eVTOLs) – leia-se: “carros voadores“. Mas o EH 216, da eHang, já foi testado e liberado para trabalho comercial de táxi aéreo na China, seu país de origem. E a empresa avançou ainda mais ao anunciar o preço de varejo do produto.

Para quem tem pressa:

  • A eHang, startup de mobilidade aérea urbana chinesa, anunciou o preço de varejo de seu eVTOL (“carro voador”) EH 216, já testado e aprovado para operação comercial de táxi aéreo na China;
  • O modelo EH 216-S, versão comercial do eVTOL da eHang, foi precificado em aproximadamente R$ 2 milhões para o mercado varejista chinês, com vendas iniciando em 1º de abril;
  • Desenvolvido para voar autonomamente com oito pares de hélices, o EH 216-S pode transportar dois passageiros por até 30 km a uma velocidade máxima de 130 km/h;
  • Desde sua estreia na CES em 2016 até a obtenção de certificações oficiais da Administração de Aviação Civil da China em 2023, o eVTOL demonstrou sua viabilidade e segurança para operações comerciais;
  • Além de introduzir o EH 216-S no mercado, a eHang já realizou demonstrações de voo comercial em cidades como Guangzhou e Hefei. Com a precificação do EH 216-S, a eHang visa atender às demandas do mercado e impulsionar o valor dos eVTOLs na mobilidade aérea urbana.

Para ter um EH 216-S (como agora é conhecido) próprio, o interessado precisará desembolsar a bagatela de aproximadamente R$ 2 milhões. Esse preço entra em vigor a partir de 1º de abril no varejo chinês, conforme divulgado pela eHang.

Vídeo relacionado

Leia mais:

‘Táxi voador’ na China

Táxi voador no ar
(Imagem: Divulgação/EHang)

O EH 216-S é um eVTOL não tripulado que voa com oito pares de hélices montadas coaxialmente – totalizando 16 hélices – e transporta autonomamente dois passageiros por até 30 km entre cargas. Sua velocidade máxima é de aproximadamente 130 km/h.

publicidade

A aeronave estreou em 2016 na CES, mas recebeu certificado da Administração de Aviação Civil da China só em outubro de 2023. Em dezembro, conseguiu seu certificado de Aeronavegabilidade Padrão, levando às primeiras entregas do eVTOL para clientes corporativos.

Esses clientes (supostamente) vão utilizar o EH 216-S em cenários como turismo urbano e de baixa altitude. Ainda no começo de 2024, o EH 216-S completou suas primeiras demonstrações de voo comercial nas cidades de Guangzhou e Hefei.

publicidade

Em comunicado à imprensa, emitido recentemente, a eHang declarou que “acredita que a precificação atenderá mais eficazmente às necessidades do mercado e aumentará ainda mais o valor das aeronaves de decolagem e aterrissagem vertical elétrica (eVTOL) e da mobilidade aérea urbana (UAM)”.