Alguns usuários do iPhone 15 Pro ainda estão reclamando do superaquecimento do celular, mesmo depois da Apple afirmar ter resolvido o problema em outubro do ano passado. A marca dizia que o problema ocorria devido a aplicativos terceiros, como Instagram, Asphalt 9 e Uber e, então, lançou uma atualização no iOS 17.1. Porém, passados quatro meses e já com a versão 17.4 do sistema disponível, ainda há relatos do celular acima dos 26ºC.

De acordo com o site Notebookcheck, os problemas de aquecimento do iPhone 15 Pro foram internamente considerados pelos técnicos da Apple como “comportamento esperado”, embora a Apple não tenha confirmado oficialmente essa informação. Há relatos de usuários nas redes sociais afirmando que o telefone esquenta mesmo quando não está realizando tarefas exigentes ou quando jogos leves e até mesmo o uso da câmera ocorrem.

Em setembro, a Apple assegurou que a estrutura de titânio e a subestrutura de alumínio dos novos modelos não estão contribuindo para o superaquecimento, afirmando que esses materiais dissipam o calor mais eficientemente do que o aço inoxidável usado nos modelos anteriores. Em resposta aos problemas com aplicativos de terceiros, o Instagram lançou uma versão atualizada do seu aplicativo em 27 de setembro, embora não tenha comentado publicamente sobre os problemas de superaquecimento. Os desenvolvedores de Uber e Asphalt 9, Gameloft, também não responderam aos pedidos de comentário.

Leia mais:

publicidade

Alguns usuários ainda afirmam ter resolvido o problema restaurando o telefone para as configurações de fábrica, o que sugere que pode ser um problema de software em vez de um defeito no design do iPhone 15 Pro. Há relatos de usuários que chegaram a trocar o aparelho, mas depois de um tempo de uso, ele volta a apresentar o mesmo problema.

apple
Imagem: Vytautas Kielaitis/Shutterstock

Na primeira onda de reclamações, Apple sugeriu algumas estratégias para minimizar o superaquecimento, incluindo a ativação do Modo de Baixa Energia e a desativação da atualização em segundo plano para aplicativos suspeitos de causar problemas. Mas depois de afirmar que o problema havia sido resolvido não se manifestou mais.