Não é segredo para ninguém: em um mercado onde montadoras de veículos cada vez mais parecem estar focadas em expandir sua atuação com modelos elétricos, a Toyota adota uma abordagem mais cautelosa com esses carros. A postura da gigante japonesa, sem se comprometer a um futuro totalmente elétrico dos veículos, levou ao debate de a Toyota ser contra esses modelos.

Leia mais:

A Toyota é um dos maiores fornecedores de carros híbridos e um grande defensor dos veículos com células de combustível a hidrogênio. Ou seja, a companhia não enxerga a chegada dos carros elétricos como a única ou principal solução para reduzir ou zerar a emissão de carbono.

O presidente da Toyota, Akio Toyoda, há muito diz que a empresa prefere adotar uma abordagem de “caminhos múltiplos” para o seu futuro e, portanto, não vai concentrar os seus esforços exclusivamente na construção de veículos 100% elétricos.

publicidade

A sede da Toyota na Austrália foi além em relação esse tema, dizendo que a posição da empresa, é muito guiada pela praticidade do mercado. Ou seja, uma abordagem múltipla, que foca a produção em carros convencionais junto dos elétricos, atenderá as necessidades do consumidor no curto prazo.

Colocando objetivamente, veículos movidos a diesel representam uma parcela considerável das vendas na Austrália ano após ano. Os três veículos mais vendidos em 2023 foram todos veículos movidos a diesel: o Ford Ranger, o Toyota HiLux e o Isuzu D-Max.

A Toyota enxerga que não faz sentido para ela (ou qualquer fabricante de automóveis, nesse caso) apostar tudo nos veículos elétricos num mercado que ainda exige diesel em grande escala.

Toyota diz que não se comprometer 100% aos modelos elétricos é ser honesto

  • Informações do site Inside EVs nos revelam a posição de Sean Hanley, vice-presidente de vendas e marketing da Toyota Austrália.
  • O executivo acredita que o mercado é o que determina o futuro da produção de veículos, não as montadoras.
  • “Cabe aos fabricantes trazer um veículo com capacidade, desempenho e que seja desejável. Esse é o nosso trabalho. E quer saber? Temos uma responsabilidade social e comunitária de fazer isso. E é por isso que falamos sobre Padrões de Emissão de Combustível e múltiplas vias”, diz Hanley.
  • “Alguns interpretam isso como se a Toyota fosse anti-carros elétricos. Não, não somos. Estamos apenas sendo honestos. Estamos sendo honestos com o mercado e a posição”, completa.